Por Dr. Mingal e Dr. Titetê

Esta semana  foi muito tumultuada na Unidade Pão de Queijo! Recebemos inúmeras visitas de amigos que vieram de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e até da França para participar do Menor Festival Mineiro de Palhaços do Mundo.
Aproveitando essas ilustres visitas, todos nós preparamos nossos jalecos e nossas malas besteirológicas e decidimos fazer uma Roda Artística nos hospitais, que nada mais é do que uma amostra grátis de experiências vividas por cada besteirologista em seu dia-a-dia no hospital.

Segunda- feira fomos para a Santa Casa, hospital atendido por Dr. Custódio e Dra. Xuleta,  e terça- feira, ao Hospital das Clínicas, casa de Dr. Mingal, Dr. Tititê e Dra. Brisa.

Devido ao intenso atendimento com vários besteirologistas de plantão naqueles dois dias, achávamos que nossas visitas semanais já estavam concluídas, mas foi na quinta-feira que recebi uma ligação de emergência da área de comunicação do Hospital das Clínicas:

Valdirene – Alô, por favor o Dr. Mingal?!

Dr. Mingal – É ele! Quem esta falando?

Valdirene – É a Val, responsável pela área de comunicação do Hospital das Clínicas. Dr. Mingal, tem um paciente seu que está querendo muito falar com você, é o Loulou.

 Uma voz bem suave começa a falar comigo.

 Loulou – Dr. Mingal é o Loulou! É verdade que você dorme no guarda-roupa aqui do hospital?

Dr. Mingal – Sim é verdade, quem te contou?

Loulou – A Val me disse que vocês dormem lá! É que eu estou indo embora!

Dr. Mingal – Como assim, indo embora? Quem te deu alta?!

Loulou – Meu médico!

Dr. Mingal – Loulou, seu médico sou eu!

Loulou – Eu sei! Por isso que tô te ligando, pra você me dar alta! Quero que você saia do guarda-roupa pra me ver!

Dr. Mingal – Sabe o que é Loulou… Essa noite fez muito frio, então saí do guarda-roupa para tomar um café e acabei dormindo na padaria!

Loulou – E o Dr. Titetê?

Dr. Titetê – Ele está preso na gaveta, vai ser difícil sair! Mas olha, Loulou, eu como seu médico posso dizer que, pela sua voz, já consigo detectar que você está ótimo e por isso está de alta!

Nessa hora toca o telefone da Val e adivinha quem era?

O Dr. Titetê que estava em outras localidades de Beagá retornando uma ligação perdida de seu celular.

Trrrrrrrrrrrrriiiiiiiiiimmmmmmmmmmmmmm! 

Dr. Titetê – Alô! Plantão Besteirológico, boa tarde.

Valdirene – Dr. Titetê, aqui é a Val do HC. Eu acabo de falar com o Dr. Mingal e ele me disse que o senhor ficou preso no armário.

Dr. Titetê – Isso mesmo.

Valdirene – Tem uma emergência aqui e preciso do senhor. É que o Loulou recebeu alta de seu Pediatra e quer alta dos Besteirologistas para ir para casa.

Dr. Titetê – Isso não é problema. Coloque-o ao telefone que eu resolvo isso.

Loulou – Dr. Titetê, eu soube que o senhor ficou preso no armário. 

Dr. Titetê – Sim, eu estou esperando a Dra. Brisa que está a caminho numa ambulância para me soltar.

Loulou – Que armário é?

Dr. Titetê – É noutro hospital, onde dei plantão a noite passada.

Loulou – Ah, ta! É que eu quero ir pra casa. O médico e o Dr. Mingal já me deram alta. Agora só falta você. Eu posso ir?

Dr. Titetê – Vejamos. Diga para mim as cinco vogais do alfabeto, repetindo a segunda vogal: A, E, E, I, O, U.

Loulou – A, E, E, I, O, U 

Dr. Titetê – Muito bem. Agora diga Trinta e Três.

Loulou – Trinta e Três.

Dr. Titetê – Bom demais. Agora repita três vezes e rápido: “Teto limpo, chão sujo. Teto limpo, chão sujo. Teto limpo, chão sujo”.

Loulou – “Teto limpo, são chujo. Tempo limpo, chão sucho. Teto lindo, chão chucho.”

Dr. Titetê – Maravilha! Loulou, eu não pude te escutar direito, perdi o sinal aqui no armário mas você está ótimo! Pode ir para casa. É só dizer “Trinta e Três” para o segurança na portaria que ele te deixa sair.

Loulou – Ah, valeu Titetê! Obrigado. Eu já vou então. Tchau! Hehehehe…

Dr. Titetê – Tchau, bom natal, etcétera e tal! Qualquer coisa é só li… [Trimmmmmm!]  Dra Brisa! Até que enfim! Me ajude a sair daqui! Ufa! Ai, ai, ai… [Tuuut tu tu tu tu…]

Médico que é médico dá alta até por telefone!