Com o coração a gargalhar, anunciamos o reforço da equipe médico-besteirológica do HR. Em vez de dupla, somos uma tripla, porque Dr. Marciano e eu, Dra. Monalisa, recebemos o Dr. Ado, que veio fazer um intercâmbio em Bagunçologia – especialização médica que consiste em bagunçar o coreto, garantindo alta voltagem e baixas calorias.

Já que bagunça pouca é bobagem, resolvemos ampliar nossa atuação para a área do Show Business e fizemos um hit para ser lançado no mercado internacional. É a fabulosa música “Only You”. Marquinhos, nosso pequeno paciente, já criou até uma coreografia ao estilo Sidney Magal, aprovada com risos e gargalhadas, no ensaio que fizemos com ele para sua avó e suas tias.

A música faz mesmo parte da Bagunçologia. Na UTI, conhecemos o Jeff, que tem um talento enorme para uma nova modalidade de dança: imitar-zumbi-sentado-na-cama-e-amarrado-num-poste (porta-soro). Ele dançou Michael Jackson com o Dr. Ado, enquanto nós fazíamos os zumbis. E até o Dr. Arlindo resolveu experimentar e fez uma participação na coreografia! Arrasou de monstro.
P.S.: Queremos atestar que o Dr. Arlindo tem um grande talento para bagunçar o coreto. Bem-vindo ao intercâmbio, colega!!

TEM, MAS ACABOU ou O TRIO DE DOIS

Todos puderam perceber que o Dr. Ado já começou o trabalho faltando. A verdade é que ele arrumou um “bico” pra fazer: está servindo de aro de cesta de basquete na Copa América. Finalmente descobriu uma utilidade pr’aquela sua boca-de-caçapa-aro-30. Mas… ficamos com um trio de dois….
Porém, contudo, todavia …. o Jeff (que já saiu da UTI e nos segue pelos corredores) resolveu dar uma mãozinha no plantão e atuou de terceiro palhaço, ops, especialista. Ele ensinou umas técnicas de paquera ao Marciano e, graças a ele, a Lu finalmente disse um “sim” pro paspalho. O Jeff ficou feliz em ter ajudado. Nós nos cumprimentamos após concluir o procedimento-paquera com sucesso. Um trabalho de tripla. Foi tão perfeita a aula de paquera que eu acabei me apaixonando pelo Jeff… Mas isso já é outra história.

O MELANSORO ou O PUM ENGARRAFADO

No meio do plantão, deu uma vontade incontrolável no Dr. Marciano de soltar um PUM. Tratei de encontrar um lugar bem reservado para que pudesse fazer tudo tranquilamente. Encontrei o lixeiro grande que fica na porta. Foi perfeito. Pum solto, pum preso. Lixeiros têm mil e uma utilidades. Opa, uma idéia: Vamos vender esse pum, porque ele tá novinho, você acabou de soltar e ninguém cheirou ainda ! A Mari, que estava fazendo pose de modelo na cama, quis comprar na hora e ainda disse que estava soltando pum de soro. Dr. Marciano disse que o dele era de melancia. Ótimo, criamos o pum de melansoro e abrimos a fábrica MMM – Mari, Monalisa e Marciano. Vamos engarrafar Pum para vender no Réveillon. Tino comercial, gente. Em 2010, nada de Champagne, todos estourando pum engarrafado. 5, 4, 3, 2, 1 … PUM, PUM, PUM. Será um sucesso. Aí a Evy disse que queria ser sócia também, porque todo mundo vai querer um Melansoro para estourar no final do ano. E o Emerson disse que não será sócio porque vai abrir uma fábrica de Pum só pra ele. Ai, a concorrência é fogo !

OS PERNALTAS

Encontramos a garota Tata que não podia se mexer de jeito nenhum, pois estava imobilizada. Ela apenas nos ouvia e nos via de rabo de olho. Então tivemos a idéia de subirmos em cadeiras, o Dr. Ado, a Drª. Monalisa e eu o Dr. Marciano, pra Tata poder ver a gente melhor. Ficamos parecendo três gigantes, quer dizer, a Monalisa ficou parecendo a Olívia Palito, o Ado um sapo boca de caçapa e eu, Dr.Marciano, o mais lindo de todos, bem… é o que me cansam de dizer por aí, muito obrigado gente.
Não é que olhar de cima assim é o maior barato?
Não sabemos como foi pra Tata ver três seres esquisitos e médicos de baixo pra cima. No mínimo ela percebeu as nossas catotas de estimação, a calçola da Monalisa, eu com bunda de tábua de passar roupa. Ih, falei bunda. Xii, de novo!! Cantamos uma música pra ela e quem passava pelo corredor parava para espiar com cara de abobalhados as três bestas do apocalipse, digo, os três besteirologistas pernaltas. Visão arrebatadora para quem a presenciou.

QUADRO VIVO: RÊ, A RENASCIDA

De vez em quando encontramos pelo hospital celebridades da moda, TV, jogador de futebol, super-heróis. Dessa vez encontramos a menina Rê que deu inspiração a artista Tarsila do Amaral na sua pintura chamada Abaporu. Aquela famosa das pernas compridas olha aí de novo, pernaltas. Quando demos de cara com ela, eu e a Monalisa, nos olhamos e concluímos de que se tratava de um quadro vivo clínico-besteirológico. Na mosca! Para dar um toque de mestre nós acrescentamos alguns detalhes porque nós também tivemos a cadeira Ambientação Besteirológica nível 33/3. Rê sem se mexer era a grande modelo e musa inspiradora. Convidamos a sua mãe, crianças, acompanhantes, enfermeiras para apreciar essa grande obra artística com entrada free, denominada RÊ, A RENASCIDA. A Rê como já estava acostumada a pousar para grandes artistas como Portinari, Rodin, Michelangelo, estava se sentindo completamente em casa. À medida que contornávamos para apreciá-la só os seus olhos se mexiam. Diagnóstico: ela girava bem.

Esta obra-prima ficará exposta para sempre no nosso Museu dos Afetos e das Artes Besteirológicas.

Dr. Ado (Arilson Lopes)
Dr. Marciano (Márcio Carneiro)
Dra. MonaLisa (Greyce Braga)