Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Muita gente pergunta sobre os cursos da Escola dos Doutores da Alegria.

“Os cursos são para formar Doutores da Alegria?”

“Qualquer pessoa vira palhaço depois de fazer o curso?”

“Existe curso pela internet?”

A resposta para todas, caros amigos, é não.  A Escola dos Doutores foi estruturada a partir da cultura da alegria e a nossa intenção com os cursos é aproximar pessoas heterogêneas (engenheiros, artistas, professores, empresários…) da máscara do palhaço. A gente diz “aproximar” porque é isso que fazemos: convidamos a colocar a pontinha do pé no turbilhão de emoções que é o palhaço. Mergulhar de cabeça é coisa que leva anos*.

Veja o texto da Soraya Saide, coordenadora da nossa Escola, sobre a formação:

“A ética do encontro e da alegria representa a base de nossa Escola. Abrimos as portas para dialogar com a sociedade e tornar acessível, por meio de cursos e programas de formação, a linguagem do palhaço. O aprendizado aqui é  traduzido pela máxima “a máscara se dá pelo outro”, que significa que a sala de aula está sempre em construção, levando em conta a experiência de vida e a história de cada aluno e abrindo um espaço de possibilidades, tentativas e descobertas. Essa metodologia nasceu em parte da experiência, dos questionamentos de conteúdos e dinâmicas nos cursos ministrados e em parte da prática nos hospitais, da abordagem com as crianças.

Dra Sirena (Soraya Saide)

A ação no hospital inspirou a Escola num aspecto essencial – o trabalho em dupla. Assim, dois formadores exercitam a parceria em sala de aula, buscando juntos e com os alunos um aprendizado vivo, cunhado na experiência, nas diferenças de bagagem e na medida de cada um.

Os cursos oferecidos têm duração variável e públicos distintos, de modo que garantem espaço tanto para quem quer conhecer os conceitos e princípios do palhaço como para quem busca um espaço mais aprofundado de estudo,
pesquisa e treino.

A Escola valoriza mais as perguntas que as respostas, mais as tentativas e os erros. Assim, ela gera um terreno propício para a formação de artistas autorais, engajados e comprometidos com seu tempo, desassossegados, provocadores e curiosos. O que temos hoje a aprender nos encontros entre crianças e palhaços em hospitais? O que reserva o futuro para este trabalho?

Estamos gradualmente estruturando a Escola para que ela seja uma escola semeadora de uma cultura de alegria que nos convida a cultivar a saúde ampla em nossas relações com a vida.”

*O único curso da Escola que forma artistas na arte do palhaço é o Programa de Formação de Palhaço para Jovens, com duração de dois anos (e terceiro opcional) e aulas diárias na sede dos Doutores em São Paulo. Saiba mais.