Tempo de leitura: 1 minuto(s)

A Escola dos Doutores da Alegria existe formalmente desde 2007. Foram vários os motivos que nos inspiraram a criar este espaço, que hoje abriga cursos e programas de formação para públicos variados.

O Núcleo de Formação e Pesquisa possui suas bases teóricas e práticas no trabalho de hospital e na sala de aula, nos contou um pouco sobre como a Escola foi estruturada. Na próxima edição da Gazeta dos Doutores contaremos mais sobre o DNA da Escola.

“O contato do palhaço com a criança no hospital e 21 anos de prática geraram para o Doutores da Alegria reflexão, conhecimento e metodologia de sua ação. Neste tempo aprendemos que as práticas artísticas geram experiências importantes  de aprendizado. Esse aprendizado acontece através da qualidade das relações estabelecidas, no nosso caso, dentro dos hospitais, na sala de aula e em todos os lugares onde somos convidados a interagir. Essa qualidade advém, em parte, pela forma como o palhaço percebe a realidade e se relaciona com ela.

Ele é movido pela curiosidade e flexibilidade, pela capacidade de aceitar erros e transformá-los em recursos para a interação, pela atitude de valorizar a ação do outro por mais absurda que ela se apresente ao olhar racional. E é esse olhar que define os pilares da criação da Escola dos Doutores da Alegria. ”