Tempo de leitura: 1 minuto(s)
Além de atuar nos hospitais de São Paulo como o Dr. Zequim Bonito (vulgo José Joaquim de Arimatéia Machu Picchu Parafuso Parafina Gerigonçalves Katmandu Satisfaction Bonito Bonito Bonito Bonito Bonito da Silva), Nereu Afonso também é professor e escritor. O Blog dos Doutores da Alegria aproveita para indicar a leitura de Correio litorâneo (Ed. Record),  livro de contos de Nereu que foi vencedor do Prêmio Sesc de Literatura em 2006.

Com 80 páginas, os contos versam sobre notícias de jornal. No caso, um jornal fictício chamado ‘Correio litorâneo". São oito histórias divididas em dois blocos denominados ‘uns" e ‘outros", em que o autor trabalha o humor e o lirismo. Os temas percorrem as cenas do cotidiano dando voz à sabedoria, ao crime, à viagem para a solidão, à morte, ao amor e à falta dele.

Correio Litorâneo, de Nereu Afonso

Veja abaixo um trecho do livro:

“…Feliz aniversário, o moço diz. Obrigada. Aproximam-se para que ele lhe dê um beijo. Obrigada.., e ela devolve-lhe o beijo. Continuaram assim pertinho, recolhidos um para o outro, protegidos por uma bolha invisível e única, hostis a toda violência, a toda aspereza das pancadas e chicoteadas do mundo de fora. Um outro beijo partilhado. Obrig… E mais outro, ou talvez ainda o mesmo. Você tem os lábios tão doces, ela suspira. E eu gosto do seu nariz, o moço diz. Do meu nariz? Enquanto isso, o gelo das caipirinhas ia derretendo, os sanduíches iam esfriando, parte da cidade roncava na frente da televisão, a vela, o Correio Litorâneo, o pior jornal do planeta, ia mofando nos lares e escritórios da região. É, do seu nariz. E o moço beija-lhe o nariz. A garçonete, do balcão, de sagitário, observa os amantes, áries e aquário enrolando-se. Você acredita em signos, Portal?, pergunta a garçonete. Acredito…” (p.48)

Um dos modos de adquirir o livro é pela loja virtual da Livraria Cultura.