Tempo de leitura: 1 minuto(s)

.

” (…) A história mostra-nos que a humanidade tem instintivamente reconhecido a necessidade de inserir elementos de comédia e caricatura nos rituais mais sagrados e misteriosos.

Figuras semelhantes a palhaços aparecem no teatro grego antigo, mais tarde na cultura romana e até mesmo nas tribos índias Hopi do Novo México. Palhaços pigmeus entretinham a corte dos faraós egípcios por volta de 2.500 a.C e o herói nacional Yu Sze foi bobo dacorte do imperador chinês por volta de 300 a.C. Os bobos das cortes na Europa feudal representavam uma válvula de escape social e a consciência coletiva. Os reis e bispos concediam imunidade contra represálias a estes trocistas profissinais que tinham a liberdade de dizer a verdade recorrendo a paródias e humor sinceros, influenciando assim, de modo sutil, as decisões tomadas na corte e as políticas públicas.”

Quer entender um pouco mais sobre a figura do palhaço? Venha conhecer a Escola de Palhaços dos Doutores da Alegria.