Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Novidades científicas

Grandinho, quase 10 anos, Gabriel se assustou com nossa primeira visita em seu quarto. Não deixou que nos aproximássemos nos primeiros dias. Não sei se foi por causa do meu penteado ou da roupa do Dr Mané! Com o passar do tempo, começamos a nos aproximar aos poucos, indiretamente, até que fomos ganhando sua confiança. Um dia, passamos pela brinquedoteca e ele estava lá com outras crianças. Eu deixei minha filha Chiquinha para que as crianças tomassem conta enquanto a gente fosse visitar a outra ala do hospital. Fizemos mil recomendações: “troquem a fralda dela”, “dêem-lhe mamadeira, banho, carinho”, “contem histórias para ela dormir”, enfim. Gabriel nos olhava de lado, sem dar confiança. Saímos. Em nossa ausência, Adelma, a responsável pela brinquedoteca, olhou para aquela estranha galinha de borracha, a Chiquinha, e perguntou: “Quem foi que deixou isso aqui?”. Gabriel respondeu com firmeza: “Foi o macaco!”.

Conclusão: De acordo com Darwin: viestes do macaco, ao macaco retornarás.

Novidades linguísticas
Estávamos no quarto do Matheus lá da Oncologia Infantil. Matheus é nosso amigão de fé, nosso irmão camarada. Está sempre acompanhado da mãe ou da tia, Alessandra, que é uma figura incrível. Super animada, adora conversar, cantar, falar bobagem. Um dia, em uma de nossas visitas ao quarto de Matheus, Alessandra soltou uma expressão inovadora que resolvemos incluir no dicionário da língua brasileira: “Ô, cês gostam de ficar lá fora ZEPOVINHANDO!”.

“Fazendo o quê?”
“ZEPOVINHANDO!!!”

Conclusão: ZEPOVINHAR – de Zé Povinho – verbo intransitivo, da primeira conjugação que significa bisbilhotar, xeretar a vida alheia.

Novidades familiares
Recebemos a visita de Manolo. Um primo distante da Dra Lola e do Dr Mané. Vejam a foto dele aí:

[img:manolo.jpg,full,centralizado]

Mané + Lola = Manolo

Conclusão: Se você pensa que tudo vai indo mal, fique calmo. Ainda pode piorar.

Novidades besteirológicas
A Biti foi viajar. Sabem quem é a Biti? Nossa Coordenadora Artística que sempre vinha nos visitar no hospital para acompanhar o trabalho e checar o nosso nível de bobagem. Pois é. Ela vai ficar um tempo fora do Brasil. Então resolvemos nos organizar entre nós, palhaços, para visitarmos uns aos outros nos hospitais, no decorrer do ano. Essa experiência começou esse mês e recebemos a visita do Nereu (o Dr. José Joaquim de Arimatéia Katmandu Machupichu etc Bonito Bonito Bonito da Silva disfarçado). Foi muito interessante para nós, tivemos um dia muito bom de trabalho e uma conversa inspiradora. Ele nos sugeriu que fizéssemos terapia de casal.

Conclusão: Palhaço também tem neurônio (só não se sabe quantos).

Novidades Artísticas
Dia 25 de setembro teve roda artística no Santa Marcelina. Foi muito legal! Recebemos os palhaços de todos os hospitais de São Paulo onde os Doutores da Alegria atuam. Um belíssimo encontro. Eu e o Mané nos preparamos para isso. Alugamos roupas de gala, passamos perfume e lavamos o cabelo. O Mané ficou horas no secador (rs). Ficamos muito felizes em ver todo o pessoal do hospital lá reunido. Crianças, mães, pais, acompanhantes, médicos, funcionários, enfermeiros, irmãs, palhaços, todo mundo junto! Foi emocionante. Uma deliciosa celebração. Agradecemos a todo o pessoal do hospital que nos recebeu tão bem! E também aos nossos colegas por terem vindo até Itaquera dar graça ao ar! Valeu!

Conclusão:
A união faz o açúcar.

Bom, vou correndo pegar meu guarda chuva, pois na minha opinião já choveu foi novidade demais!

Dra Lola Brígida
(Luciana VIacava)