Tempo de leitura: 1 minuto(s)

.

O Dr. Cavaco adquiriu novas esperanças no final do ano passado. Ele, que sempre foi encalhado, estava confiante de que conseguiria uma paquera antes do Natal. Andava meio cabisbaixo, de mal com Santo Antônio (o santo casamenteiro) que está virado de cabeça para baixo dentro de um copo de água.

Eis que um dia entramos no quarto do M., um meninão de 16 anos. Vimos em cima da cama a foto dele com sua namorada. M. estava um pouco triste, olhando com saudades para a foto.

Dr. Cavaco, emocionado, logo disse:

Você pelo menos tem uma namorada pra ficar com saudade. E eu que não tenho nenhuma paquerinha! Snif, snif, snif! 

M. riu da situação e deu uma dica pro Dr. Cavaco:

Canta uma música pra alguma mulher, ué!

Dr. Cavaco, empolgado com a dica do rapaz, replicou:

Nossa, é verdade! Posso fazer um “ultrassom”! Me ajuda? Fala uma música pra eu cantar?

M. riu e não disse nada. Dr. Cavaco insistiu:

Vai M., me ajuda, estou desesperado! Fala uma palavra, então?

- Hum… CORAÇÃO! – ele respondeu.

Nós começamos a cantar uma música tocando o cavaquinho:

Coração, coração, coração, coração… Gostamos! Tem outra palavra?

Ele ficou rindo e nada de responder. Resolvemos perguntar para o pai dele que, rindo, disse:

Canta uma aí!

Continuamos:

Coração, canta uma aí, coração, canta uma aí

Não rimou muito bem, mas ficou legal. Pedimos outra frase e os dois juntos riram assim:

Há há há!

A música:

Coração, canta uma aí, há há há, canta uma aí, coração…

Ficou menos rimado ainda! Então pedimos a última palavra pro M. para que a música tivesse um gran finale. Ele ficou meio pensativo, olhou para um saco de amendoim que estava em cima da cama e disse:

AMENDOIM!

E a música ficou assim:

Coração, canta uma aí, há há há , amendoim
Coração, canta uma aí, há há há , amendoim…

E por incrível que pareça, a música acabou rimando.

Se você cantar agora dando uma pausa de dois segundos em cada vírgula, vai poder comprovar a eficácia dessa composição musical que o M. e o pai dele nos deram de presente.

A música  vem sendo um sucesso e esses dias uma enfermeira até ficou piscando pra mim! Tudo bem que depois percebemos que ela estava com tic nervoso, mas isso é só um detalhe…

Anderson Machado (Dr. Cavaco)
Eduardo Filho (Dr. Dud Grud)
Hospital Universitário Oswaldo Cruz
Setembro de 2011