Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Em maio, a temperatura tombou. Para segurar a situação, e conforme o dito de que no frio sentimos mais fome, encontramos nos corredores do hospital a seguinte situação:

Uma mãe bordava.

– Bom dia! Está bordando o quê? – perguntamos, curiosos.

– Um cachecol.

– Belas cores. E o que mais?

– Um casaquinho.

– Marrom, belíssimo.

– É de chocolate! – emendou a mãe.

– Perdão?

– O casaquinho, é de chocolate.

– Ah, sim, claro. Esquenta e alimenta ao mesmo tempo. E o cachecol?

– Este aqui é de baunilha.

– Baunilha, claro.

– E a blusinha?

– De fios. Hmmm – fez a mãe, pensando. De fios de ovos!

– Uma blusinha de fios de ovos!

– Tricô. Blusa de tricô de fios de ovos.

– Maravilha. Delícia. Uma perguntinha?

– Pois não?

– Vende na malharia ou na padaria?

– Nas duas. Você pode escolher.

E prosseguimos, encantados, com alguma fome e levemente confusos.

Dra. Shirley

Dr. Montanha (Fernando Paz)
Dra. Shirley (Sheila Areas)
Instituto da Criança
Maio de 2011