Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Novidade fashion
A Dra. Pororoca desfila pelos corredores do ICr com novo figurino: um vestido bege com estampas de bambu, que lhe caiu muito bem. O vestido foi um carinhoso presente do Dr. D. Pendy (dizem as más línguas que ele engordou e o vestido não lhe servia mais).
Cabelo, cabeleira
Dr. Valdisney para a criança: Seu cabelo é comprido como o meu.

Criança (olhando com cara feia): Deus me livre!

Espelho
No quarto andar o menino recebia tapotagem (batidas nas costas) de uma fisioterapeuta. Do outro lado do vidro, a Dra. Pororoca batia nas costas do Dr. Valdisney, que tossia fazendo o mesmo que o menino. Ora a fisioterapeuta batia nas costas do menino, ora a Dra. Pororoca batia nas costas do Dr. Valdisney, que tossia mais ainda.

O menino ria vendo a sua situação sendo representada pelo palhaço.

Reflexão
Outro dia chegamos no quarto andar e, em um dos quartos, tinha um menino peladinho-da-silva na cama. Quando nos viu, tapou o rosto e deixou todo o resto à mostra. Dr. Valdisney concluiu: Às vezes, o medo é maior que a vergonha!

Espelho 2
Uma enfermeira e uma mãe nos disseram que o M. precisava tomar uma mamadeira de água pra fazer o exame e ele não queria. Fomos até o garoto e, através de algumas brincadeiras, fizemos um brinde. O Dr. Valdisney sacou a sua mini mamadeira e propôs brindar com o M. Os dois beberam. Mãe e enfermeira ficaram contentes.

Desabafo
A gente não acostuma, você coloca em dúvida até a fé. Como uma criança nasce, sofre e depois vai embora?
Fala de uma querida médica do 4o. andar.

No mais, queremos ficar velhinhos cantando: Ah! O circo vem aí!

Dra. Pororoca (Layla Roiz)
Dr. Valdisney (Val Pires)
Instituto da Criança (São Paulo) 
Outubro de 2012