Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Um dia é da caça, e outro do caçador.

Um dia da seringa, e outro da bunda.

Um dia do médico, e outro da paciente.

Um dia é do atacante, e outro é do goleiro.


Cada dia é um dia, e é assim que as coisas acontecem. Imaginem a confusão que estava acontecendo numa das enfermarias do Ceon: uma de nossas pacientes, que nesse caso está mesmo muito mais pra impaciente, não admitia a entrada do Dr. Marmelo, e contaminou a todos num sonoro grito de “SAAI !”. E olha que o Marmelo fez todo tipo de marmelada pra conseguir ficar lá dentro, mas nada dava certo.  Bastava a pontinha de seu pé entrar, pra ecoar o grande grito “SAI !”, seguido de um sonoro riso.  Em pouco tempo aquela “saideira” contagiou a enfermaria inteira e todos gritavam pra o Dr. Marmelo:  “SAI !!”. Alerta importante: não nos responsabilizamos com “ataque de risos extremamente excessivos”, nesse caso, nem o reparador de riso frouxo resolvia.

Foi quando Marmelo teve a brilhante idéia de entrar escondido por trás da Dr. Patrícia – aquela que fura nosso popô e outras partes do nosso corpitcho. Somente assim Dr. Marmelo conseguiu ficar no quarto sem receber o grito de “SAAI !!!”.

Quando o Marmelo começou a achar que estava a salvo, Dra. Monalisa percebeu que o cadarço do sapato dele estava desamarrado (mentirinha); o bobão se abaixou com a bunda pra cima e levou uma violãozada no popô!!!

Nossa, as crianças ficaram todas… congeladas!!! Como assim, gente? Ele acabou de levar uma violãozada no popô e vocês não vão se manifestar? Nem um pio. Era a presença de Dra. Patrícia que estava deixando todos com sintomas de “geleiras”. Maior moral. Todo mundo com receio de levar um furo no popô.

Foi quando o caldo entornou, Dr. Micolino com a conivência da Dra. Monalisa, acertou o violão bem no popô de…. Dra. Patrícia.  Heimm??? Isso mesmo, bem no popô dela. (Dra.Patrícia, agradecemos pela cumplicidade, pelo consentimento e pela disposição para a brincadeira). E ela foi logo querendo saber quem acertou sua bunda.  Eita, o caldo acabou de entornar de vez, Dra. Patrícia falou bunda – a palavra mais proibida de todas as palavras proibidas de serem pronunciadas em todos os hospitais do mundo!

A vingança foi feita… agora era a vez da “turma do popô furado” ver a Dra. Patrícia receber Violãozadas na bunda! E a cena se repetiu várias vezes. Logo o sintoma de “geleira” foi desaparecendo de todos da enfermaria. Dra. Patrícia saiu procurando quem bateu no seu popô, nós fomos atrás para ajudá-la a procurar, as crianças fizeram de conta que não tinham nos visto bater e tudo prosseguiu na maior calmaria…. Um dia é da caça, e outro do caçador!

Dr. Micolino (Marcelino Dias)

Dra. MonaLisa (Greyce Braga)

Dr. Marmelo (Marcelo Oliveira)