Um pouco sobre bufões

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Como parte do treinamento dos nossos artistas, em agosto rolou um intercâmbio entre as unidades de São Paulo e Recife. A artista Roberta Calza juntou-se aos palhaços pernambucanos pra falar sobre bufões.

Você, caro leitor, deve estar se perguntando do que se trata esse nome esquisito.

Explicamos: nas Artes Cênicas existe uma figura que explora tanto o campo sagrado quanto o campo profano na relação do homem com o universo ou com um grupo social. É o bufão.

O bufão aponta comportamentos grotescos na sociedade através de seu corpo deformado e do trabalho em bando. Tem características muito próprias da máscara que usa, que é também corporal. Ele traz à tona relações absurdas, violentas ou ainda poéticas. Dá um novo sentido ao que se entende como profano (ou que transgride regras consideradas sagradas).

bufao

O elenco pernambucano dos Doutores da Alegria experimentou essa linguagem por uma semana, na criação de figuras e na organização do jogo, de maneira profunda. Foi um trabalho físico muito intenso, que ampliou os olhares sobre a bufonaria. Experimentou-se a criação dos bufões desde a mais pura abstração ao aspecto mais concreto das relações humanas.

O treinamento de diversas linguagens artísticas e o intercâmbio fazem parte da nossa estratégia para qualificar e abrir possibilidades no trabalho feito no hospital.

A artista Juliana de Almeida (doutora Baju) trouxe a citação abaixo, que traduz um pouco do sentimento vivido nesses dias:

 “Ao abraçar a sombra, descobrimos que estamos vivendo em um plano divino tão importante e tão vital para a evolução quanto para a evolução da humanidade. Assim como uma flor de lótus nasce na lama, precisamos honrar as partes mais sombrias de nós mesmos e as nossas experiências de vida mais dolorosas, pois são elas que nos permitem o nascimento do mais belo self. Precisamos do passado turbulento e enlameado, da sujeira da vida humana – da combinação de cada mágoa, ferimento, perda e desejo não realizado, misturada a cada alegria, sucesso e benção para nos dar sabedoria, perspectiva e nos conduzir a ingressar na mais magnífica expressão de nós mesmos. Essa é a dádiva da sombra.”
(trecho do livro “O Efeito Sombra”, Deepak Chopra, Debbie Ford & Marianne Williamson)

bufao2

Foi assim o nosso Bobociclismo

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

“Pedalar no Bobociclismo, com tantos amigos, foi a melhor maneira de comemorar o aniversário dos Doutores da Alegria!”

Essas são as palavras de Arilson Lopes, artista que atua há muitos anos na nossa unidade pernambucana e interpreta o Dr. Ado nos hospitais atendidos. Junto aos outros integrantes do elenco, ele comandou uma divertida pedalada pelas ruas do Recife no último domingo.

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-16

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-8

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-6

bobociclismo 2015 - Lana Pinho

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-11

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-29

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-4

O Bobociclismo recebeu em torno de 250 miolos moles pessoas, que acompanharam os palhaços de bicicleta no trajeto do Parque da Jaqueira até o Forte das Cinco Pontas, parada final. Chegando lá, havia mais umas 50 pessoas reunidas aguardando os palhaços e sua comitiva de bobociclistas para cantar “parabéns” em homenagem aos 12 anos dos Doutores da Alegria na cidade.

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-28

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-23

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-5
Crianças, adultos e idosos pedalaram felizes da vida, contando com o apoio da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife e do Samu Recife, que possibilitaram um trajeto livre e seguro para todos. Foi muito emocionante ver médicas, funcionários dos hospitais, ex-alunos das nossas oficinas, amigos e outras pessoas que apreciam o trabalho dos Doutores da Alegria juntos, fazendo o nosso domingo ficar ainda mais lindo!

IMG_6182

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-24

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-2

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-25

“Além de passear de bike pela cidade, contemplando toda sua beleza, voltei bem mais leve pra casa, de corpo e alma. A gente mora na cidade e nem sempre enxerga o que ela tem de mais lindo: seu povo, suas pontes, sua história. Ontem, nos enxergamos um pouco mais, nós e a cidade!”, conta Arilson.

E como foi o bobociclismo para o Dr. Ado?

“Foi incrível! Nunca vi tantos bobociclistas juntos! A gente encontrou muitos amigos, pedalou, suou pra caramba e o melhor: não precisou subir nenhuma ladeira. Na chegada, a DJ Baju arrebentou no Som na Rural, fazendo todo mundo mexer o esqueleto. Depois dessa maratona toda, tô até me sentindo mais magro!”

Então tá bom! E quem já está preparado para o próximo Bobociclismo levanta a mão! o/

bobociclismo 2015 - Lana Pinho-7

fotos: Lana Pinho

Atestando as veias cômicas

Tempo de leitura: 1 minuto(s)
Os besteirologistas foram chamados nesta semana para verificar as veias cômicas dos funcionários de uma empresa.

A Dra Baju e o Dr. Micolino percorreram as salas atestando o clima organizacional: check-up de miolo mole, medição de sangue bom, exame de parafuso solto, entre outros. E ufa, todo mundo ganhou o certificado RISO 9000!

Explicando melhor: o Grupo Cornélio Brennand apoia a construção do Hospital Luiz Felipe Brennand, o primeiro hospital do fígado e transplantes em Recife, cujo nome homenageia um dos irmãos da família Brennand, morto em decorrência de um câncer de fígado. O Grupo está pedindo doações para ajudar na construção do hospital e convidou os Doutores da Alegria para incentivar a campanha. Muito bacana!

riso 9000 cornelio  (1)

riso 9000 cornelio  (5)

riso 9000 cornelio  (7)

riso 9000 cornelio  (4)

E pra finalizar, a Baju e o Micolino com o fotógrafo Arilson Lopes (conhecido pelos corredores hospitalares como Dr. Ado!)

riso 9000 cornelio  (2)

Doutores da Alegria faz intervenções em empresas há 20 anos. Conheça mais: www.doutoresdaalegria.org.br/alegria-nas-empresas.

Você também pode gostar:

Santo Antônio, São João, São Pedro e Santa Casa

Tempo de leitura: 1 minuto(s)
Santificada seja a nossa alegria!

Os santos juninos habitam o imaginário do povo nordestino junto com o arrasta-pé, as bandeirinhas, os balões e as fogueiras. Pensando em cultivar essa alegria junina, no ritmo dos festejos, incluímos mais um “santo”, ou melhor, uma “santa”: a Santa Casa de Misericórdia, que nos recebeu em junho para uma festança, com suas músicas, seu clima e sotaque próprio para um hospital que não atende crianças.

Santa Casa

Essa era inicialmente a informação que nos foi passada, mas o que percebemos foi exatamente o contrário: lá tem criança sim, pois crianças podemos ser a vida inteira. O palhaço tem o poder de olhar nos olhos e ver a criança que está por trás das marcas da idade estampadas nos rostos que encontramos nos corredores e enfermarias.

Santa Casa

E por trás de cada olhar percebemos que a fogueira de tempos passados continuava acesa no brilho dos olhos de cada uma daquelas “velhas crianças”, a idade apenas aflorava a nostalgia de outros festejos juninos vividos, algumas vezes num grande sorriso, outras em alegrias de saudade e, ainda, num misto de saudade e alegria pelo reencontro com o que passou, com a incerteza, com a criança interior e com a criança refletida no olhar do palhaço.

Santa Casa

À Santa Casa, nosso muito obrigado pela oportunidade de compartilhar nossa santa alegria no meio de tantos santos.

Marcelino Dias (Dr. Micolino)

Você também pode gostar:

Abram alas para o bloco mais bobo!

Tempo de leitura: 1 minuto(s)
♫♫ Se você pensa que o soro é água…
O soro não é água, não…
O soro vem da enfermeira
E a água vem do ribeirão! ♫ ♫

Nesta quinta-feira, 12 de fevereiro, o bloco de carnaval dos Doutores da Alegria vem com tudo nas ruas do Recife Antigo! E tem de tudo um pouco: crianças e crionços, profissionais de saúde, palhaços, papagaios, mamães, papais e vovôs…

 O Bloco do Miolo Mole dá seu pontapé inicial na concentração, a partir das 18h na Rua da Moeda, 150, onde os Doutores da Alegria vão agitando os foliões, ao som da DJ Baju. 

Doutores da alegria - Bloco Miolo Mole - baixa resolução-8

Doutores da alegria - Bloco Miolo Mole - baixa resolução-46

Doutores da alegria - Bloco Miolo Mole - baixa resolução-67

Às 19h o bloco mais bobo do mundo inicia seu trajeto pelas ruas do Recife Antigo, acompanhada pela Orquestra Botelho Frevo e Folia e levando consigo muita alegria!

IMG_0622

IMG_0245

Só estando lá pra entender a sensação que é…

Doutores da alegria - Bloco Miolo Mole - baixa resolução-154

Doutores da alegria - Bloco Miolo Mole - baixa resolução-172

Doutores da alegria - Bloco Miolo Mole - baixa resolução-189

 É ou não é o estandarte mais bonito do Brasil?

IMG_0406

Assim como em outros anos, o Bloco do Miolo Mole traz sua baliza, sempre representada por personalidades locais. Neste ano a baliza será Maria Agrelli, bailarina integrante do Coletivo Lugar Comum. O bloco conta também com a balizinha e mominho, crianças selecionadas durante a semana nos hospitais. A novidade é a bobobeleza, que será escolhida entre enfermeiras, médicas e funcionárias dos hospitais. Um luxo!

E pra fechar a noite com nariz chave de ouro, a partir das 22h a cantora Gerlane Lops se apresenta junto a duas personalidades especialíssimas: “Marrom” e “Elba Barbalho” (ou, para os íntimos, “Marrom” dr. Ado e dra. Baju). Imperdível!

Ah, haverá venda de kits contendo uma tiara e um abanador no local, no valor de R$ 5.

Quem vem? o/

Vem pra rua!

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Depois de dez anos de Bloco do Miolo Mole… Por que não mais um? 

Nesta quinta-feira vamos sair pelas ruas do Recife Antigo cantando marchinhas de carnaval e convidando todos para dançarem conosco! Vai ser uma palhaçada só! A gente parou o ensaio na nossa sede pra fazer este vídeo e convocar todos os miolos moles pra vir pra rua.

 

Agora anota aí:

A saída do Bloco do Miolo Mole vai ser no dia 77 de fevereiro às 19h da Rua da Moeda, 150 – Recife Antigo (em frente à Casa da Moeda Bar e Comedoria). Entre as atrações: Doutores da Alegria (presente!), Gerlane Lops, Orquestra de Frevo Botelho, DJ Incidental e a baliza do ano: o palhaço Charlito. 

Ah, você quer vestir a nossa camiseta? Olha como ela tá lindona neste ano:

Para adquiri-la, você pode vir à nossa sede, se é do Recife, ou encomendá-la pelo e-mail doutoresrecife@doutoresdaalegria.org.br.

Endereço da sede: Rua Bispo Cardoso Ayres 335 2º andar – Boa Vista – Recife
Valor da camiseta adulto: R$ 20
Valor da camiseta infantil: R$ 15 
Mais informações: (81) 3466-2373 ou (81) 3463-0866

Até lá!

Viva São João!

Tempo de leitura: 0 minuto(s)

No mês de junho os palhaços visitaram vinte hospitais para comemorar as festas de São João. Vestidos a caráter e munidos de boa música caipira, os artistas se reuniram em pequenos grupos e fizeram cortejos pelos corredores dos hospitais.

Dá uma olhada no visual que a Dra Guadalupe e o Dr. Dadúvida prepararam para a festança. Estão bonitos ou não?

As fotos mostram um pouco do que foi o São Joãozinho nos hospitais…

E no Rio de Janeiro, o grupo Bando de Palhaços se apresentou para os pacientes de sete hospitais da rede pública. As apresentações fizeram parte do projeto Plateias Hospitalares.

E tem mais fotos aqui. Viva São João!

Você também pode gostar:

Bloco do Miolinho Mole pede passagem!

Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Quatro dias percorrendo quatro hospitais sob o sol de mais de 30 graus do Recife. Fantasias a postos, marchinhas na ponta da língua, muita alegria para espalhar. Pernambuco tem o carnaval como uma grande festa popular: cada canto da cidade respira marchinhas, sambinhas e claro, muito frevo. A ideia de levar os festejos para dentro dos hospitais é uma forma de celebrar o momento com quem não pode estar nas ruas por motivos de saúde. E a gente faz tudo como manda a tradição!

Pra quem participa pela primeira vez, é uma grande expectativa. De longe se escuta a batida do bumbo que vem chegando de mansinho pelos corredores. As crianças, fantasiadas, se agitam, correm para fora dos quartos. Outras pedem ajuda às enfermeiras para que as levem ao encontro do bloco. Ao bumbo se unem o cavaquinho e os clarins improvisados pelos palhaços, que fazem coro entoando o hino do bloco: Ai! Ai, ai ai, meu miolinho é mole, ai!

De outras portas e andares surgem mais pacientes, pais, médicos, cozinheiros, lavadeiras, seguranças. Logo uma grande clareira se abre e todos dançam juntos ao som das marchinhas de carnaval. Até mesmo o mais tímido ousa mexer os quadris com os dedinhos apontados para o alto. “Esse é o verdadeiro carnaval do Recife!”, brada uma enfermeira feliz da vida.

O cortejo de palhaços percorre a ala pediátrica pedindo passagem com o estandarte do “bloco mais bobinho do mundo” e arrasta uma multidão que canta junto pérolas de carnaval como “Mamãe eu quero”, “Mulata bossa nova”, “Quem roubou minha cueca” e outras composições próprias como “Palito marchinha”. De sua cadeira de rodas, um garoto, incomodado com o fato de os palhaços estarem cantando baixo (às vezes, ao passar por algumas alas, é preciso baixar a voz), falava para a enfermeira que o conduzia: “Eu não gosto quando eles cantam baixo. Tem que cantar mais alto! Vamos cantar, liberdade!”

Veja abaixo trechos do Miolinho no hospital:

E apesar das semelhanças, cada hospital tem o seu próprio jeito de receber o bloco e festejar o carnaval. No Hospital Barão de Lucena fomos recebidos pelo Bloco “Jabalu saiu do lago”, no Hospital Oswaldo Cruz encontramos os corredores enfeitados com temas carnavalescos. Veja aqui as fotos do carnaval nos hospitais.

Mas o que é que fica depois que acaba o Bloco do Miolinho Mole? Na cabeça, muitas músicas para serem cantaroladas; nos pés, muita dança; e no coração, a alegria que permite que o tratamento médico obtenha melhores resultados.

A nossa próxima parada é dia 7 de fevereiro, na saída do Bloco do Miolo Mole nas ruas do Recife Antigo. É hora de fazer carnaval na rua! Até!

[Atualizado: Veja como foi o carnaval nos hospitais do Rio de Janeiro com o Bloco da Seringa Solta]

 

Agenda: carnaval no hospital

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

E enquanto batemos o tapete, tiramos a poeira e damos uma sacudida no corpo para começar o ano de visitas nos hospitais, resolvemos falar de carnaval. CARNAVAL? Ué, mas o que o carnaval tem a ver com o nosso trabalho? Outra pausa depois das férias?

Nada disso, caro amigo! É que no carnaval a gente trabalha mais do que nunca. E tudo começou depois que criamos o Bloco do Miolinho Mole há sete anos, no Recife.


A ideia do bloquinho é convidar as crianças, seus pais e os profissionais de saúde para vestirem suas fantasias e se divertir com o elenco dos Doutores da Alegria no hospital. Os palhaços levam a alegria do carnaval para os quatro hospitais atendidos na rede pública do Recife. E acontece também no Rio de Janeiro, desta vez com o Bloco da Seringa Solta, que une artistas locais. Por um dia, o hospital se transforma em uma avenida com todos se divertindo ao sol de marchinhas de carnaval e do frevo!

Veja a programação deste ano:

23 de janeiro às 14h
Hospital Estadual Azevedo Lima – Niterói (RJ)
Bloco da Seringa Solta

24 de janeiro às 14h
Hospital Estadual Santa Maria – Jacarepaguá (RJ)
Bloco da Seringa Solta

28 de janeiro às 10h
Hospital Barão de Lucena – Recife (PE)
Bloco do Miolinho Mole 

25 de janeiro às 14h
Hospital Estadual Tavares Macedo – Itaboraí (RJ)
Bloco da Seringa Solta

28 de janeiro às 14h
Hospital Estadual Rocha Faria – Campo Grande (RJ)
Bloco da Seringa Solta

29 de janeiro às 10h
Hospital Oswaldo Cruz – Recife (PE)
Bloco do Miolinho Mole

29 de janeiro às 14h
Hospital Estadual Adão Pereira Nunes – Duque de Caxias (RJ)
Bloco da Seringa Solta

30 de janeiro às 10h
Hospital da Restauração – Recife (PE)
Bloco do Miolinho Mole 

30 de janeiro às 14h
Hospital Estadual Alberto Torres – São Gonçalo (RJ)
Bloco da Seringa Solta

31 de janeiro às 10h
IMIP – Recife (PE)
Bloco do Miolinho Mole

31 de janeiro às 14h
Hospital Estadual Eduardo Rabello – Campo Grande (RJ)
Bloco da Seringa Solta

10 anos de Miolo Mole

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

O bloco mais bobo do mundo invade o Recife e comemora 10 anos!

Além de sair às ruas pra comemorar o carnaval sob o lema Cabeça dura tem cura!, os Doutores da Alegria também convidam para a prévia-matinê do Bloco do Miolo Mole. Ambos os eventos são abertos ao público e contam com uma programação especial.

Atualmente o bloco já é marca registrada na cidade, colaborando com a recuperação de tradições carnavalescas. Ao mesmo tempo em que proporciona momentos de lazer e diversão para o público, o Bloco do Miolo Mole contribui com a promoção da causa dos Doutores da Alegria.

E neste ano, pra comemorar a 10a. edição, tem camiseta exclusiva com assinatura do artista recifense Romero Britto. Tá linda demais! Veja aqui como adquirir o kit de carnaval.

No dia 3 de fevereiro acontece a prévia/matinê do Bloco, com artistas convidados e concurso de Balizinha, Mominho e de melhor fantasia, entre outros. No dia 7 de fevereiro acontece a saída do Bloco. Os foliões se juntam aos palhaços e levam a criançada pelas ruas do Recife Antigo. Toda a programação pode ser vista aqui.

Em janeiro acontece também o Bloco do Miolinho Mole, que leva o carnaval de rua para os hospitais em que acontece o programa de visitas da ONG. Já é tradição os pacientes dos hospitais receberem os palhaços vestidos com roupas que simbolizam a data, e a cada ano fica mais bonito!

Os artistas do Recife aproveitaram para fazer um convite para a prévia/matinê. Dá uma olhada!