Notícias
 

Comunicado: Doutores da Alegria no Rio de Janeiro

Os Doutores da Alegria anunciam a interrupção temporária de suas atividades no Rio de Janeiro a partir de janeiro de 2009, com o objetivo de fazer uma revisão estratégica para propor um novo modelo de atuação, mais abrangente e sustentável. A organização pretende retomar suas atividades na cidade ainda este ano.

A interrupção faz parte de uma série de medidas que envolvem todas as unidades dos Doutores (São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Belo Horizonte) para atender à necessidade de atualização constante de suas iniciativas, bem como de ajuste no orçamento geral da organização.

Nos últimos 10 anos, os Doutores da Alegria atuaram em seis hospitais públicos da capital carioca e atenderam cerca de 100 mil crianças internadas. Dentre as quatro unidades, era a que apresentava a relação menos eficiente entre o custo para sua manutenção e o alcance do trabalho.

Desse modo, torna-se necessário repensar o trabalho nos hospitais para ampliar seu alcance e aumentar seu impacto social em linhas gerais, utilizando os recursos investidos pelos apoiadores de maneira cada vez mais eficaz.

Perspectivas
Estamos estudando o panorama da saúde pública no Rio de Janeiro e uma possível expansão do trabalho de forma a incluir outras instituições de saúde, além dos hospitais.

Também buscamos articulação com outras organizações da sociedade civil para retomar nossas ações de forma mais integrada na cidade, somando esforços para multiplicar resultados.

A partir dessas ações, teremos condições de propor uma intervenção concreta.

O programa Palhaços em Rede, rede de relacionamento e cooperação criada pelos Doutores da Alegria em 2007, continua ativo no Rio de Janeiro e realizará neste ano oficinas gratuitas de formação e orientação na cidade, de forma a compartilhar experiências com outros grupos que também atuam como palhaços em diversos hospitais cariocas.

Agradecemos profundamente aos colaboradores dos Doutores da Alegria no Rio de Janeiro – funcionários, artistas, hospitais, empresas parceiras e sócios mantenedores -, que tornaram possíveis todas as realizações dos últimos 10 anos.

Agradecemos também pela compreensão desta pausa, uma decisão difícil, mas pensada para responder de forma mais adequada às necessidades do Rio de Janeiro, no escopo de nossa atuação. Queremos fazer mais e melhor. Para isso, esperamos continuar contando com a abertura e a acolhida que o Rio sempre nos ofereceu.

<Voltar