Perguntas
frequentes
banner_A2

Perguntas frequentes

Tudo o que você sempre quis saber sobre os Doutores da Alegria e ficava se descabelando pra descobrir. Esta seção explicativa vai tirar aquela pulga detrás da sua orelha pra você finalmente dizer “ahhh, é isso!”.

Se o desconhecimento persistir, um besteirologista deverá ser consultado.

    Para ser um Doutor da Alegria é preciso ser artista profissional. O hospital é um lugar onde pessoas vivem situações-limite. Atuamos em quase todos os setores que dizem respeito à pediatria, do Pronto Socorro à UTI, por 12 horas semanais. Nossa ação é artística, e acreditamos provocar o desejo de brincar que toda criança e adolescente têm, através de um forte signo - o palhaço. Estamos comprometidos com essa linguagem. Os artistas que trabalham conosco passam por seleção e treinamento intensos e, além das visitas nos hospitais, trabalham por pelo menos mais 6 horas semanais em estúdio, em aulas ou ensaios. Também passam 9 meses por ano desenvolvendo com um parceiro (outro palhaço) projetos artísticos específicos para os hospitais onde atuam.

    Vínculos se estabelecem com a criança ou adolescente internados, seus familiares e todos os funcionários. Exigimos excelência artística e um profissionalismo no cumprimento de horários, confecção de relatórios escritos e presença em rodas artísticas mensais. Como exigir 18 horas semanais, durante nove meses, de um voluntário? Orgulhamo-nos de criar um novo nicho de trabalho para os artistas e especialmente para o palhaço, que tem nos Doutores da Alegria uma inspiração para buscar mercados para além dos palcos, ruas e picadeiros.

    Todos os artistas do programa, bem como o pessoal administrativo, estão vinculados à organização Doutores da Alegria, que remunera os seus profissionais através de recursos financeiros obtidos através de patrocínio, doações de sócios mantenedores e realização de atividades que geram recursos, como palestras e parcerias com empresas.

    A maneira como optamos por nos estabelecer, valorizando o trabalho profissional, foi para gerar conhecimento e legado para futuras gerações. Em nenhum momento excluímos ou desvalorizamos o trabalho de grupos semelhantes ou voluntários, que inspirados pela força da alegria, dedicam suas vidas a essa missão. Respeitamos todas as iniciativas sérias que nascem do comprometimento com a missão de levar alegria, confortar e promover a saúde do paciente. 

    Se você não é artista e tem a intenção de ser voluntário em um grupo semelhante, temos disponível em nosso site uma lista de grupos que fazem um trabalho semelhante e que recrutam voluntários por todo o Brasil. Acesse a lista de grupos aqui. Para mais informações, envie um e-mail para rede@doutoresdaalegria.org.br.

    Apesar de o trabalho não ser voluntário, ele é gratuito para os hospitais, e é por isso que precisamos de contribuições para mantê-lo. A melhor forma de ajudar os Doutores da Alegria é fazendo uma doação regular ou única. As contribuições permitem a manutenção das atividades que realizamos junto a pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde em hospitais públicos. Com o apoio de pessoas e empresas, em 23 anos de atuação já visitamos mais de 1 milhão de crianças hospitalizadas.

  1. 1. Como eu faço pra ser um Doutor da Alegria?
    • Para ser um Doutor da Alegria é preciso ser artista profissional. O hospital é um lugar onde pessoas vivem situações-limite. Atuamos em quase todos os setores que dizem respeito à pediatria, do Pronto Socorro à UTI, por 12 horas semanais. Nossa ação é artística, e acreditamos provocar o desejo de brincar que toda criança e adolescente têm, através de um forte signo - o palhaço. Estamos comprometidos com essa linguagem. Os artistas que trabalham conosco passam por seleção e treinamento intensos e, além das visitas nos hospitais, trabalham por pelo menos mais 6 horas semanais em estúdio, em aulas ou ensaios. Também passam 9 meses por ano desenvolvendo com um parceiro (outro palhaço) projetos artísticos específicos para os hospitais onde atuam.

      Vínculos se estabelecem com a criança ou adolescente internados, seus familiares e todos os funcionários. Exigimos excelência artística e um profissionalismo no cumprimento de horários, confecção de relatórios escritos e presença em rodas artísticas mensais. Como exigir 18 horas semanais, durante nove meses, de um voluntário? Orgulhamo-nos de criar um novo nicho de trabalho para os artistas e especialmente para o palhaço, que tem nos Doutores da Alegria uma inspiração para buscar mercados para além dos palcos, ruas e picadeiros.

      Todos os artistas do programa, bem como o pessoal administrativo, estão vinculados à organização Doutores da Alegria, que remunera os seus profissionais através de recursos financeiros obtidos através de patrocínio, doações de sócios mantenedores e realização de atividades que geram recursos, como palestras e parcerias com empresas.

      A maneira como optamos por nos estabelecer, valorizando o trabalho profissional, foi para gerar conhecimento e legado para futuras gerações. Em nenhum momento excluímos ou desvalorizamos o trabalho de grupos semelhantes ou voluntários, que inspirados pela força da alegria, dedicam suas vidas a essa missão. Respeitamos todas as iniciativas sérias que nascem do comprometimento com a missão de levar alegria, confortar e promover a saúde do paciente. 

      Se você não é artista e tem a intenção de ser voluntário em um grupo semelhante, temos disponível em nosso site uma lista de grupos que fazem um trabalho semelhante e que recrutam voluntários por todo o Brasil. Acesse a lista de grupos aqui. Para mais informações, envie um e-mail para rede@doutoresdaalegria.org.br.

      Apesar de o trabalho não ser voluntário, ele é gratuito para os hospitais, e é por isso que precisamos de contribuições para mantê-lo. A melhor forma de ajudar os Doutores da Alegria é fazendo uma doação regular ou única. As contribuições permitem a manutenção das atividades que realizamos junto a pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde em hospitais públicos. Com o apoio de pessoas e empresas, em 23 anos de atuação já visitamos mais de 1 milhão de crianças hospitalizadas.

  2. Doutores da Alegria atua nas cidades de São Paulo, Recife e Rio de Janeiro.

    Em São Paulo: Hospital Municipal do Campo Limpo, Hospital Geral do Grajaú, Hospital do Mandaqui, Hospital Santa Marcelina, Instituto da Criança, Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (Itaci) e Hospital Universitário da USP.

    No Recife: Hospital Barão de Lucena, Hospital da Restauração, Hospital Oswaldo Cruz/Procape e Instituto Materno Infantil Professor Fernando Figueira (IMIP).

    No Rio de Janeiro: Hospital Adão Pereira Nunes, Hospital Alberto Torres, Hospital Azevedo Lima, Hospital Eduardo Rabello, Hospital da Piedade, Hospital Rocha Faria, Hospital Santa Maria e Hospital Tavares Macedo.

    No momento não temos planos de expandir nosso trabalho para outros locais e focamos em sustentar as unidades atuais. A iniciativa depende de novos parceiros nessas localidades para viabilizar o projeto, pois nossos recursos não crescem proporcionalmente ao aumento da demanda.

  3. 2. Quais são as cidades e os hospitais em que estão os Doutores da Alegria? Eles podem vir à minha cidade?
    • Doutores da Alegria atua nas cidades de São Paulo, Recife e Rio de Janeiro.

      Em São Paulo: Hospital Municipal do Campo Limpo, Hospital Geral do Grajaú, Hospital do Mandaqui, Hospital Santa Marcelina, Instituto da Criança, Instituto de Tratamento do Câncer Infantil (Itaci) e Hospital Universitário da USP.

      No Recife: Hospital Barão de Lucena, Hospital da Restauração, Hospital Oswaldo Cruz/Procape e Instituto Materno Infantil Professor Fernando Figueira (IMIP).

      No Rio de Janeiro: Hospital Adão Pereira Nunes, Hospital Alberto Torres, Hospital Azevedo Lima, Hospital Eduardo Rabello, Hospital da Piedade, Hospital Rocha Faria, Hospital Santa Maria e Hospital Tavares Macedo.

      No momento não temos planos de expandir nosso trabalho para outros locais e focamos em sustentar as unidades atuais. A iniciativa depende de novos parceiros nessas localidades para viabilizar o projeto, pois nossos recursos não crescem proporcionalmente ao aumento da demanda.

  4. Para nós é difícil falar como se monta um grupo ou como se inicia um trabalho em hospital, pois são muitas as motivações que levam as pessoas a fazer este tipo de trabalho. Em nossa experiência, listamos alguns fatores que contribuem para a perenidade de um grupo.

    Antes de tudo, é preciso clareza do motivo pelo qual o trabalho é realizado. Deve haver comprometimento por parte dos integrantes do grupo em relação às visitas. Também é necessária uma boa conversa com a direção do hospital onde se pretende trabalhar, para ver se o objetivo do projeto condiz com as necessidades da instituição.

    Não temos uma receita, um manual técnico ou dicas a serem adotadas, mas uma experiência para ser dimensionada, que envolve a pesquisa da arte do palhaço.

    Se você não é artista e deseja trabalhar voluntariamente em algum grupo semelhante ao Doutores da Alegria, acesse aqui, procure um grupo em sua região e entre em contato. Ou, se precisar de orientação, escreva para rede@doutoresdaalegria.org.br.

  5. 3. Como criar um grupo que atua em hospital?
    • Para nós é difícil falar como se monta um grupo ou como se inicia um trabalho em hospital, pois são muitas as motivações que levam as pessoas a fazer este tipo de trabalho. Em nossa experiência, listamos alguns fatores que contribuem para a perenidade de um grupo.

      Antes de tudo, é preciso clareza do motivo pelo qual o trabalho é realizado. Deve haver comprometimento por parte dos integrantes do grupo em relação às visitas. Também é necessária uma boa conversa com a direção do hospital onde se pretende trabalhar, para ver se o objetivo do projeto condiz com as necessidades da instituição.

      Não temos uma receita, um manual técnico ou dicas a serem adotadas, mas uma experiência para ser dimensionada, que envolve a pesquisa da arte do palhaço.

      Se você não é artista e deseja trabalhar voluntariamente em algum grupo semelhante ao Doutores da Alegria, acesse aqui, procure um grupo em sua região e entre em contato. Ou, se precisar de orientação, escreva para rede@doutoresdaalegria.org.br.

  6. A organização Doutores da Alegria avalia a possibilidade de iniciar trabalhos com um hospital mediante o convite da instituição de saúde e de acordo com as nossas condições operacionais, que incluem: estar em hospitais que tenham no mínimo 50 leitos pediátricos operantes, de referência local, que tenham poucos recursos ligados à humanização e demonstrem predisposição para investir nas relações humanas e em uma parceria em médio prazo. Também consideramos se o hospital é um campo fértil para o palhaço, dando oportunidade para que nosso trabalho se desenvolva para além das visitas às crianças, envolvendo as equipes de profissionais de saúde e acompanhantes.

    A permanência dos Doutores da Alegria no local está condicionada a um potencial de parceria que não se refere a questões financeiras, e sim ao alinhamento de objetivos e existência de um diálogo potente entre o hospital e a ONG.

    No momento não conseguimos atender a todos os hospitais que preencham a estes requisitos, pois nossos recursos não crescem de acordo com a demanda. Sendo assim, para iniciarmos trabalhos em novos hospitais, outros têm que “receber alta” – caso do Hospital do Câncer e do Instituto Emílio Ribas, em São Paulo, que hoje possuem programas completos de atendimento a pacientes e grande comprometimento com este olhar.

  7. 4. Quais os critérios para a implementação do programa de visitas de palhaços em um hospital?
    • A organização Doutores da Alegria avalia a possibilidade de iniciar trabalhos com um hospital mediante o convite da instituição de saúde e de acordo com as nossas condições operacionais, que incluem: estar em hospitais que tenham no mínimo 50 leitos pediátricos operantes, de referência local, que tenham poucos recursos ligados à humanização e demonstrem predisposição para investir nas relações humanas e em uma parceria em médio prazo. Também consideramos se o hospital é um campo fértil para o palhaço, dando oportunidade para que nosso trabalho se desenvolva para além das visitas às crianças, envolvendo as equipes de profissionais de saúde e acompanhantes.

      A permanência dos Doutores da Alegria no local está condicionada a um potencial de parceria que não se refere a questões financeiras, e sim ao alinhamento de objetivos e existência de um diálogo potente entre o hospital e a ONG.

      No momento não conseguimos atender a todos os hospitais que preencham a estes requisitos, pois nossos recursos não crescem de acordo com a demanda. Sendo assim, para iniciarmos trabalhos em novos hospitais, outros têm que “receber alta” – caso do Hospital do Câncer e do Instituto Emílio Ribas, em São Paulo, que hoje possuem programas completos de atendimento a pacientes e grande comprometimento com este olhar.

  8. Temos disponível em nosso site uma lista com mais de 1.000 iniciativas de todo o Brasil que fazem um trabalho semelhante ao dos Doutores da Alegria.

    Estas iniciativas fazem parte do programa Palhaços em Rede, que visa estabelecer uma rede de cooperação entre grupos e indivíduos que atuam nos hospitais como palhaços, tendo como foco a qualidade do que é levado para a criança ou adulto hospitalizado.

    Para se cadastrar ou buscar grupos na lista, acesse aqui. Para mais informações ou orientação, escreva para rede@doutoresdaalegria.org.br.

  9. 5. Já tenho um grupo que atua em hospital. Doutores da Alegria pode me ajudar?
    • Temos disponível em nosso site uma lista com mais de 1.000 iniciativas de todo o Brasil que fazem um trabalho semelhante ao dos Doutores da Alegria.

      Estas iniciativas fazem parte do programa Palhaços em Rede, que visa estabelecer uma rede de cooperação entre grupos e indivíduos que atuam nos hospitais como palhaços, tendo como foco a qualidade do que é levado para a criança ou adulto hospitalizado.

      Para se cadastrar ou buscar grupos na lista, acesse aqui. Para mais informações ou orientação, escreva para rede@doutoresdaalegria.org.br.

  10. Devido às particularidades do trabalho nos hospitais e ao grande número de solicitações de pesquisa,  não é possível acompanhar as visitas dos palhaços nos hospitais ou entrevistá-los individualmente.

    Isto porque o trabalho dos artistas tem como base a relação direta com a criança internada, seus acompanhantes e profissionais de saúde de cada hospital, não sendo um espetáculo público. A presença de outras pessoas, não familiares, geralmente ocasiona estranhamento e aumenta a inibição na criança, que por definição está debilitada e envergonhada pela situação em que se encontra. Às vezes isso pode provocar até mesmo a interrupção ou a não realização do trabalho dos artistas.

    Temos outros canais onde você pode dar uma espiadinha no trabalho, como Facebook oficial dos Doutores da Alegria, o Blog dos Doutores, onde contamos algumas histórias de hospital; a TV Doutores, com vídeos institucionais e trechos de espetáculos e o Flickr, onde há fotos de todas as nossas frentes de atuação.

    Também atendemos estudantes que estejam fazendo pesquisas ou monografias sobre o nosso trabalho. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre o programa e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor. Se quiser agendar um horário ou trocar informações por e-mail escreva para

    Também atendemos estudantes que estejam fazendo pesquisas ou monografias sobre o nosso trabalho. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre o programa e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor. Se quiser agendar um horário ou trocar informações por e-mail escreva para edgard@doutoresdaalegria.org.br.

  11. 6. Posso acompanhar o trabalho um dia no hospital?
    • Devido às particularidades do trabalho nos hospitais e ao grande número de solicitações de pesquisa,  não é possível acompanhar as visitas dos palhaços nos hospitais ou entrevistá-los individualmente.

      Isto porque o trabalho dos artistas tem como base a relação direta com a criança internada, seus acompanhantes e profissionais de saúde de cada hospital, não sendo um espetáculo público. A presença de outras pessoas, não familiares, geralmente ocasiona estranhamento e aumenta a inibição na criança, que por definição está debilitada e envergonhada pela situação em que se encontra. Às vezes isso pode provocar até mesmo a interrupção ou a não realização do trabalho dos artistas.

      Temos outros canais onde você pode dar uma espiadinha no trabalho, como Facebook oficial dos Doutores da Alegria, o Blog dos Doutores, onde contamos algumas histórias de hospital; a TV Doutores, com vídeos institucionais e trechos de espetáculos e o Flickr, onde há fotos de todas as nossas frentes de atuação.

      Também atendemos estudantes que estejam fazendo pesquisas ou monografias sobre o nosso trabalho. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre o programa e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor. Se quiser agendar um horário ou trocar informações por e-mail escreva para

      Também atendemos estudantes que estejam fazendo pesquisas ou monografias sobre o nosso trabalho. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre o programa e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor. Se quiser agendar um horário ou trocar informações por e-mail escreva para edgard@doutoresdaalegria.org.br.

  12. A Escola dos Doutores da Alegria oferece cursos para públicos diversos com conteúdo, formato e carga horária variados na cidade de São Paulo.

    Os cursos não são para formação de besteirologistas. Eles se utilizam dos princípios do palhaço, como a escuta, o olhar e o jogo, para potencializar a criatividade, o trabalho em grupo e a espontaneidade. Há cursos mais técnicos e focados na linguagem artística direcionados a estudantes de teatro ou integrantes do Palhaços em Rede.

    Toda a programação da Escola, bem como mais informações sobre cada curso, você encontra aqui. Caso tenha dúvidas, ligue para (11) 3061-5523 ou envie um e-mail para cursos@doutoresdaalegria.org.br

  13. 7. Os Doutores da Alegria ministram cursos? Onde? Quando?
    • A Escola dos Doutores da Alegria oferece cursos para públicos diversos com conteúdo, formato e carga horária variados na cidade de São Paulo.

      Os cursos não são para formação de besteirologistas. Eles se utilizam dos princípios do palhaço, como a escuta, o olhar e o jogo, para potencializar a criatividade, o trabalho em grupo e a espontaneidade. Há cursos mais técnicos e focados na linguagem artística direcionados a estudantes de teatro ou integrantes do Palhaços em Rede.

      Toda a programação da Escola, bem como mais informações sobre cada curso, você encontra aqui. Caso tenha dúvidas, ligue para (11) 3061-5523 ou envie um e-mail para cursos@doutoresdaalegria.org.br

  14. Doutores da Alegria possui uma loja virtual com produtos exclusivos à venda para todo o Brasil. A receita obtida com as vendas é revertida para a manutenção dos projetos da ONG. 

    Veja alguns produtos:

    - DVD “Doutores da Alegria, O Filme”
    - agasalhos e camisetas (adulto e infantil)
    - canecas
    - capas de celular

    ... e muitos outros!

    Acesse www.lojadoutoresdaalegria.org.br  e boas compras!

  15. 8. Quero comprar produtos dos Doutores da Alegria
    • Doutores da Alegria possui uma loja virtual com produtos exclusivos à venda para todo o Brasil. A receita obtida com as vendas é revertida para a manutenção dos projetos da ONG. 

      Veja alguns produtos:

      - DVD “Doutores da Alegria, O Filme”
      - agasalhos e camisetas (adulto e infantil)
      - canecas
      - capas de celular

      ... e muitos outros!

      Acesse www.lojadoutoresdaalegria.org.br  e boas compras!

  16. O trabalho dos Doutores da Alegria é gratuito para os hospitais, mas não é voluntário, sendo realizado por artistas especialmente treinados para estar 12 horas por semana no ambiente hospitalar. Contamos com a doação de pessoas e de empresas para manter e expandir nossos projetos, beneficiando cada vez mais a sociedade.

    Com R$ 30 reais, você nos ajuda a levar alegria a crianças em hospitais públicos. Fazer uma doação é a melhor maneira de ajudar os Doutores da Alegria. Clique aqui e veja como é fácil. 

    E você ainda pode nos ajudar de muitas formas. Veja:


    Você
    Fazer uma doação
    Doar pontos de milhagens
    Comprar produtos na nossa loja
    Fazer um curso na nossa Escola
    Doar nota fiscal

    Sua empresa
    Patrocinar
    Fazer uma doação
    Contratar intervenções e palestras
    Licenciamento de marca
    Apoio institucional
    Fazer uma campanha de marketing

    Para saber sobre cada uma das opções, acesse www.doutoresdaalegria.org.br/colabore.

    Para onde vão as doações?

    Como uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, Doutores da Alegria cumpre com a legislação brasileira, prioriza o bom uso dos recursos público e privado em seus projetos e recebe auditoria externa de todas as suas contas anualmente.

    Veja alguns exemplos de aplicação das doações que recebemos:


    • Manutenção e ampliação do Programa de Palhaços Besteirologistas em São Paulo e no Recife, realizado por artistas profissionais e especialmente treinados para estar no ambiente hospitalar duas vezes por semana;

    • Manutenção do projeto Plateias Hospitalares no Rio de Janeiro, fazendo a curadoria artística da programação e oferecendo oficinas de formação aos grupos locais;

    • Manutenção do Programa de Formação de Palhaço para Jovens, curso único de 1800 horas, com aulas diárias na sede para jovens em situação de vulnerabilidade social;

    • Manutenção das ações de formação em todo o país, incluindo a realização de encontros e oficinas para elevar a qualidade do trabalho de grupos semelhantes cadastrados no programa Palhaços em Rede;

    • Ações de pesquisa e de disseminação do conteúdo, com a participação da ONG em conferências nacionais e internacionais e a elaboração e disponibilização de materiais sobre os projetos e a experiência de mais de 23 anos da organização.


    Se preferir, você pode entrar em contato pelo (11) 3061-5523 ou mandar um e-mail para socios@doutoresdaalegria.org.br. Faça parte desta causa!

  17. 9. Quero me tornar um Sócio da Alegria!
    • O trabalho dos Doutores da Alegria é gratuito para os hospitais, mas não é voluntário, sendo realizado por artistas especialmente treinados para estar 12 horas por semana no ambiente hospitalar. Contamos com a doação de pessoas e de empresas para manter e expandir nossos projetos, beneficiando cada vez mais a sociedade.

      Com R$ 30 reais, você nos ajuda a levar alegria a crianças em hospitais públicos. Fazer uma doação é a melhor maneira de ajudar os Doutores da Alegria. Clique aqui e veja como é fácil. 

      E você ainda pode nos ajudar de muitas formas. Veja:


      Você
      Fazer uma doação
      Doar pontos de milhagens
      Comprar produtos na nossa loja
      Fazer um curso na nossa Escola
      Doar nota fiscal

      Sua empresa
      Patrocinar
      Fazer uma doação
      Contratar intervenções e palestras
      Licenciamento de marca
      Apoio institucional
      Fazer uma campanha de marketing

      Para saber sobre cada uma das opções, acesse www.doutoresdaalegria.org.br/colabore.

      Para onde vão as doações?

      Como uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, Doutores da Alegria cumpre com a legislação brasileira, prioriza o bom uso dos recursos público e privado em seus projetos e recebe auditoria externa de todas as suas contas anualmente.

      Veja alguns exemplos de aplicação das doações que recebemos:


      • Manutenção e ampliação do Programa de Palhaços Besteirologistas em São Paulo e no Recife, realizado por artistas profissionais e especialmente treinados para estar no ambiente hospitalar duas vezes por semana;

      • Manutenção do projeto Plateias Hospitalares no Rio de Janeiro, fazendo a curadoria artística da programação e oferecendo oficinas de formação aos grupos locais;

      • Manutenção do Programa de Formação de Palhaço para Jovens, curso único de 1800 horas, com aulas diárias na sede para jovens em situação de vulnerabilidade social;

      • Manutenção das ações de formação em todo o país, incluindo a realização de encontros e oficinas para elevar a qualidade do trabalho de grupos semelhantes cadastrados no programa Palhaços em Rede;

      • Ações de pesquisa e de disseminação do conteúdo, com a participação da ONG em conferências nacionais e internacionais e a elaboração e disponibilização de materiais sobre os projetos e a experiência de mais de 23 anos da organização.


      Se preferir, você pode entrar em contato pelo (11) 3061-5523 ou mandar um e-mail para socios@doutoresdaalegria.org.br. Faça parte desta causa!

  18. Para quaisquer assuntos relacionados à sua contribuição aos Doutores da Alegria, por favor entre em contato pelo e-mail socios@doutoresdaalegria.org.br ou ligue para (11) 3061-5523.

  19. 10. Sou Sócio da Alegria e tenho dúvidas a respeito de meu cadastro, pagamento, cancelamento e outros assuntos relacionados.
    • Para quaisquer assuntos relacionados à sua contribuição aos Doutores da Alegria, por favor entre em contato pelo e-mail socios@doutoresdaalegria.org.br ou ligue para (11) 3061-5523.

  20. O trabalho dos Doutores da Alegria é gratuito para os hospitais, mas não é voluntário, por isso contamos com a doação de pessoas e de empresas para manter e expandir nossos projetos, beneficiando cada vez mais a sociedade.

    Veja algumas maneiras de apoiar a causa:

    Você
    Fazer uma doação
    Doar pontos de milhagens
    Comprar produtos na nossa loja
    Fazer um curso na nossa Escola
    Doar nota fiscal

    Sua empresa
    Patrocinar
    Fazer uma doação
    Contratar intervenções e palestras
    Licenciamento de marca
    Apoio institucional
    Fazer uma campanha de marketing 

    Para onde vão as doações?

    Como uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, Doutores da Alegria cumpre com a legislação brasileira, prioriza o bom uso dos recursos público e privado em seus projetos e recebe auditoria externa de todas as suas contas anualmente.

    Veja alguns exemplos de aplicação das doações que recebemos:


    • Manutenção e ampliação do Programa de Palhaços Besteirologistas em São Paulo e no Recife, realizado por artistas profissionais e especialmente treinados para estar no ambiente hospitalar duas vezes por semana;

    • Manutenção do projeto Plateias Hospitalares no Rio de Janeiro, fazendo a curadoria artística da programação e oferecendo oficinas de formação aos grupos locais;

    • Manutenção do Programa de Formação de Palhaço para Jovens, curso único de 1800 horas, com aulas diárias na sede para jovens em situação de vulnerabilidade social;

    • Manutenção das ações de formação em todo o país, incluindo a realização de encontros e oficinas para elevar a qualidade do trabalho de grupos semelhantes cadastrados no programa Palhaços em Rede;

    • Ações de pesquisa e de disseminação do conteúdo, com a participação da ONG em conferências nacionais e internacionais e a elaboração e disponibilização de materiais sobre os projetos e a experiência de mais de 23 anos da organização.


    A sua empresa ainda pode usar leis de incentivo a favor da sociedade.
    As leis de incentivo baseiam-se no mecanismo de renúncia fiscal, onde o Estado delega competência para que organizações da sociedade civil empreendam ações de acordo com as políticas culturais vigentes. A sociedade pode participar escolhendo onde investir parte do imposto gerado. As empresas e pessoas físicas podem destinar parte do seu imposto para projetos culturais à sua escolha, ao invés de recolhê-la aos cofres públicos.

    Sugerimos entrar em contato para nos conhecermos melhor e conversar a respeito. Basta ligar para (11) 3061-5523 ou escrever para empresas@doutoresdaalegria.org.br.

  21. 11. Minha empresa quer ser parceira dos Doutores. O que tenho que fazer?
    • O trabalho dos Doutores da Alegria é gratuito para os hospitais, mas não é voluntário, por isso contamos com a doação de pessoas e de empresas para manter e expandir nossos projetos, beneficiando cada vez mais a sociedade.

      Veja algumas maneiras de apoiar a causa:

      Você
      Fazer uma doação
      Doar pontos de milhagens
      Comprar produtos na nossa loja
      Fazer um curso na nossa Escola
      Doar nota fiscal

      Sua empresa
      Patrocinar
      Fazer uma doação
      Contratar intervenções e palestras
      Licenciamento de marca
      Apoio institucional
      Fazer uma campanha de marketing 

      Para onde vão as doações?

      Como uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos, Doutores da Alegria cumpre com a legislação brasileira, prioriza o bom uso dos recursos público e privado em seus projetos e recebe auditoria externa de todas as suas contas anualmente.

      Veja alguns exemplos de aplicação das doações que recebemos:


      • Manutenção e ampliação do Programa de Palhaços Besteirologistas em São Paulo e no Recife, realizado por artistas profissionais e especialmente treinados para estar no ambiente hospitalar duas vezes por semana;

      • Manutenção do projeto Plateias Hospitalares no Rio de Janeiro, fazendo a curadoria artística da programação e oferecendo oficinas de formação aos grupos locais;

      • Manutenção do Programa de Formação de Palhaço para Jovens, curso único de 1800 horas, com aulas diárias na sede para jovens em situação de vulnerabilidade social;

      • Manutenção das ações de formação em todo o país, incluindo a realização de encontros e oficinas para elevar a qualidade do trabalho de grupos semelhantes cadastrados no programa Palhaços em Rede;

      • Ações de pesquisa e de disseminação do conteúdo, com a participação da ONG em conferências nacionais e internacionais e a elaboração e disponibilização de materiais sobre os projetos e a experiência de mais de 23 anos da organização.


      A sua empresa ainda pode usar leis de incentivo a favor da sociedade.
      As leis de incentivo baseiam-se no mecanismo de renúncia fiscal, onde o Estado delega competência para que organizações da sociedade civil empreendam ações de acordo com as políticas culturais vigentes. A sociedade pode participar escolhendo onde investir parte do imposto gerado. As empresas e pessoas físicas podem destinar parte do seu imposto para projetos culturais à sua escolha, ao invés de recolhê-la aos cofres públicos.

      Sugerimos entrar em contato para nos conhecermos melhor e conversar a respeito. Basta ligar para (11) 3061-5523 ou escrever para empresas@doutoresdaalegria.org.br.

  22. Você pode levar os Doutores da Alegria para o evento da sua empresa ou do local onde trabalha.

    As palestras e intervenções artísticas apresentam, em caráter interativo, um resumo da filosofia e dos valores do nosso trabalho no hospital. São diversas opções: palestra com Wellington Nogueira (fundador dos Doutores da Alegria) ou com Angelo Brandini, RISO 9000 com os palhaços passando por baias e certificando as veias cômicas dos funcionários, Mestre sem Cerimônias com os nossos artistas apresentando eventos de forma irreverente e outras intervenções sob medida para a sua necessidade.

    Trabalhamos bastante com SIPATs e temas ligados à qualidade de vida, bem estar, relações com o trabalho, empreendedorismo, entre outras. São diversas opções de intervenção de acordo com o briefing combinado.

    Para mais informações e agendamento, acesse aqui ou envie um e-mail para empresas@doutoresdaalegria.org.br.

  23. 12. Como faço para contratar uma palestra ou intervenção dos Doutores em minha empresa?
    • Você pode levar os Doutores da Alegria para o evento da sua empresa ou do local onde trabalha.

      As palestras e intervenções artísticas apresentam, em caráter interativo, um resumo da filosofia e dos valores do nosso trabalho no hospital. São diversas opções: palestra com Wellington Nogueira (fundador dos Doutores da Alegria) ou com Angelo Brandini, RISO 9000 com os palhaços passando por baias e certificando as veias cômicas dos funcionários, Mestre sem Cerimônias com os nossos artistas apresentando eventos de forma irreverente e outras intervenções sob medida para a sua necessidade.

      Trabalhamos bastante com SIPATs e temas ligados à qualidade de vida, bem estar, relações com o trabalho, empreendedorismo, entre outras. São diversas opções de intervenção de acordo com o briefing combinado.

      Para mais informações e agendamento, acesse aqui ou envie um e-mail para empresas@doutoresdaalegria.org.br.

  24. Doutores da Alegria atende estudantes de todo o Brasil que estejam realizando trabalhos ou pesquisas. Devido às particularidades da atividade nos hospitais e ao grande número de solicitações de pesquisa,  não é possível acompanhar as intervenções dos palhaços nos hospitais ou entrevistá-los individualmente.

    Há muito material em nosso site, como os balanços anuais (desde 2003), textos do Blog, textos institucionais e esta seção de perguntas freqüentes.

    Se você já acessou e tomou nota de todo este conteúdo na internet, entre em contato pelo (11) 3061-5523 ou pelo e-mail edgard@doutoresdaalegria.org.br. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre a ONG e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor.

  25. 13. Quero fazer um trabalho escolar sobre os Doutores da Alegria
    • Doutores da Alegria atende estudantes de todo o Brasil que estejam realizando trabalhos ou pesquisas. Devido às particularidades da atividade nos hospitais e ao grande número de solicitações de pesquisa,  não é possível acompanhar as intervenções dos palhaços nos hospitais ou entrevistá-los individualmente.

      Há muito material em nosso site, como os balanços anuais (desde 2003), textos do Blog, textos institucionais e esta seção de perguntas freqüentes.

      Se você já acessou e tomou nota de todo este conteúdo na internet, entre em contato pelo (11) 3061-5523 ou pelo e-mail edgard@doutoresdaalegria.org.br. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre a ONG e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor.

  26. Temos diversos canais onde você pode dar uma espiadinha no nosso trabalho, como Facebook oficial dos Doutores da Alegria, o Blog dos Doutores, onde contamos algumas histórias de hospital; a TV Doutores, com vídeos institucionais e trechos de espetáculos e o Flickr, onde há fotos de todas as nossas frentes de atuação.



    Também atendemos estudantes que estejam fazendo pesquisas ou monografias sobre o nosso trabalho. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre o programa e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor. Se quiser agendar um horário ou trocar informações por e-mail escreva para nucleo@doutoresdaalegria.org.br.



    Se ainda assim quiser mais informações, ligue para (11) 3061-5523, escreva para doutores@doutoresdaalegria.org.br ou venha nos fazer uma visita!

  27. 14. Quero saber mais informações sobre os Doutores da Alegria
    • Temos diversos canais onde você pode dar uma espiadinha no nosso trabalho, como Facebook oficial dos Doutores da Alegria, o Blog dos Doutores, onde contamos algumas histórias de hospital; a TV Doutores, com vídeos institucionais e trechos de espetáculos e o Flickr, onde há fotos de todas as nossas frentes de atuação.



      Também atendemos estudantes que estejam fazendo pesquisas ou monografias sobre o nosso trabalho. Temos disponível um acervo de artigos, livros e vídeos sobre o programa e temas relacionados à arte, saúde, ciência e humor. Se quiser agendar um horário ou trocar informações por e-mail escreva para nucleo@doutoresdaalegria.org.br.



      Se ainda assim quiser mais informações, ligue para (11) 3061-5523, escreva para doutores@doutoresdaalegria.org.br ou venha nos fazer uma visita!