Notícias
 

Doutores da Alegria inicia curso em parceria com o Projeto Arrastão

Extra! Extra! O Ponto de Cultura dos Doutores da Alegria deu início no último dia 14 às suas atividades com o Projeto Transformando com Arte – Agentes Comunitários de Intervenção Cultural na comunidade do Campo Limpo em São Paulo.

Com patrocínio do Ministério da Cultura e apoio do Projeto Arrastão , o objetivo é capacitar 25 jovens entre 16 e 21 anos que residam na região do Campo Limpo, zona sul paulistana, no universo das artes cênicas e na linguagem do palhaço. Visa também a criação de um núcleo de pesquisa e referência acerca da história do circo e do palhaço no Brasil, que será criado pelos próprios jovens da comunidade, tendo em vista a existência do programa Doutores da Alegria no Hospital do Campo Limpo. As atividades serão desenvolvidas nas instalações do Projeto Arrastão, que contribuirá ainda com serviços e apoio logísticos.

O projeto acontecerá em dois anos. No primeiro haverá aulas diárias de disciplinas como História do Teatro e do Circo no Brasil, Expressão Corporal, Improvisação, Jogo Teatral, Commedia dell’Arte, Palhaço e Elaboração de Projetos Culturais/Sustentabilidade. O segundo será destinado ao planejamento e estruturação do Núcleo de Pesquisa, abrindo à comunidade um novo espaço cultural de troca e vivências.

O principal objetivo do projeto é a formação dos jovens nas diversas linguagens do universo cênico. Mas há outros, como a exploração da criatividade e potencialidade destes jovens, a prática da reflexão sobre seu futuro profissional e seu papel na sociedade, o entendimento da arte como ofício e geração de renda, e a disseminação deste aprendizado para outros membros da comunidade.

Na etapa de montagem do Núcleo de Pesquisa serão realizadas pesquisas, entrevistas e transcrições, além da organização e aquisição de um acervo bibliográfico sobre o universo circense, o artista cômico e o palhaço em seus diversos palcos, potencializando cultural e historicamente este tema com a abertura de um espaço lúdico para a comunidade.

Com este projeto esperamos contribuir para que o desenvolvimento dos jovens atendidos tenha autonomia, protagonismo, empoderamento, sustentabilidade e articulação entre cultura tradicional e novas ações. O curso é gratuito e proporcionará ainda aos selecionados alimentação e ajuda de custo para transporte.

<Voltar