Você já nasceu com o miolo mole! É da sua natureza falar o que vem da sua cachola e por isso é tão sincero e cheio de poesia. Quem dera se todas as pessoas fossem como você! (ih, será que você vai entender esse papo-cabeça?) Esqueça esta introdução de gente grande.

Óóó, quero ir na sua casa sim, comer cuscuz, tomar suco de caju que você disse que tem. Huum, me dá água na boca! Adoro caju. E as suas irmãzinhas, a Eduardinha, Raquelzinha e a Pequenininha? Quero conhecer todo mundo. É, tenho que me arrumar todo, botar perfume. Você mesmo disse: “Se arrumem todo, muda de roupa, vai de carro e leva o violão, Monalisa”. Seu avô disse pra gente ir de navio. Oh dúvida cruel, carro ou navio? Depois resolvo.

Fico todo contente e doido pra conhecer a sua casa. Deve ter muitos bichos, né? Você adorou quando tiramos uma formiga, uma lagarta do bolso do seu avô. E na sua cama, achamos uma rãzinha! Ah, você deve ter feito piquenique na cama, por isso tantos bichos.

Ah, deixa eu te dizer, o seu avô também tem o miolo mole. Explico: estávamos atendendo a Belinha do seu lado antes de te conhecer, verificamos que ela tinha a boca cheia de dentes, o nariz com dois buracos e a cabeça cheia de cabelo, aí o seu avô nos interrompe e diz: A cabeça tem sete buracos e o corpo todo tem nove. Nossa, seu avô é um cientista. Óooooh!!!!!

Eu vi que você gosta de dançar, de se mexer todo. Você pode dançar com a Dra. Monalisa, ela é encalhada mesmo, e eu, aaahh, vou escolher com quem vou dançar das suas três irmãzinhas. Ai, ai, ai, eu posso dançar com as três? Você deixa? Será que o seu avô deixa? Já sei, eu levo um saco de jujuba, combinado?

Bem, agora eu preciso acabar esta cartinha porque preciso treinar os passos da dança para eu não errar nadinha. Dois pra lá, quatro pra cá… não, não. Três pra lá, um pra cá. Não… não. Socorro, alguém me ajuda? Sete pra lá, cinco pra cá…Não fique preocupado eu vou aprender, viu? Eu sou rápido.

[img:HR_1.jpg,full,centralizado]

Até qualquer dia. Com açúcar e com… cuscuz.

Dr. Marciano
(Márcio Carneiro)