Introdução

Caros leitores, aí vai mais uma edição do nosso relatório almanaque. Agora estou pensando em que escrever nessa introdução mas está um pouco difícil pois não sou muito bom nessa coisa de pensar… Mas como, na minha opinião, introdução é só um negócio que inventaram para enrolar o começo de alguma coisa, estou enrolando… acho até que vou cantar uma música… “Galopeeeeeeeeeeeeeeeira… Nunca mais te esquecereeeeeeeeeei… Ih! esqueci o resto! Tudo bem, já dei uma boa enrolada! Então vamos ao que interessa! Beijos.
Dr. Sandoval

Casos em destaque no mês

Tudo começou no corredor da pediatria. Um garotinho de uns quatro anos, bem timidozinho se aproximou e:

Sandoval: Oi, como você se chama?
Garoto: Luissss Carlossss.
(Sandoval e Greta se olham)
Greta: Luissss, como deixaram você entrar aqui com esses cachorros?
O garoto dá uma bufada e diz: Isso não é cachorro! É pantufa!
Claro, que estupidez! Confundir pantufa com cachorro! Mas como palhaço é assim mesmo, sem noção, pergunta:
Greta: Ah! O nome desse é pantufa, e do outro?
Breve silêncio. Sandoval observa a conversa dos dois.
Garoto: Homem-aranha!
Greta e Sandoval: Puxa! Que nome legal!
Garoto: E o nome desse aqui não é pantufa, é Fred!
Greta: Ah! Desculpa, me confundi!
E aí o milagre nosso de cada dia se deu, o jogo estava estabelecido. Sandoval imediatamente emendou:
Sandoval: E eles são treinados?
Garoto: Sim.
Sandoval: Então deixa eu ver. (começa a dar comandos e a brincadeira dá “PÉ”).
Fred, para a direita. Homem-aranha, para a esquerda. Agora pula (e os cachorrinhos/pantufas atendiam prontamente).

O fato é que o garoto nos acompanhou durante todo o nosso trabalho na outra ala, a retinha do PS. Entrávamos nos quartos, anunciávamos um super número de adestramento canino e o garoto entrava todo faceiro e fazia a demonstração sob as ordens de Sandoval. O sucesso foi tanto que teve até sessão extra para o balcão da enfermagem onde fomos aplaudidos de pé pelos funcionários. O final do número era o momento mais aguardado por Luissss e Sandoval que dizia: Pega… ssss…! e os cachorrinhos saíam correndo atrás de Greta que saia correndo de medo. Houve um momento muito lindo onde Sandoval ordenou: Homem-aranha, Fred, morto! O garoto olhou para os pés, pensou durante um segundo e não hesitou, dobrou os dois joelhinhos e ficou imóvel diante de seu público, os risos vieram de todos os cantos, foi uma delícia!

Bem, em meio a tantas apresentações, houve um instante em que Luisss Carlossss olha para Greta e diz:
Garoto: Vocês continuam com vontade de ficar me apresentando pra todo mundo?
Greta: E você, continua com vontade de se apresentar?
Garoto: Não!
Greta: Tá bom!
Entramos sozinhos no nosso último quarto, e quando estávamos quase finalizando o trabalho, Tcharamm! Quem está novamente entre nós? Sim, Luisss Carloss que não resistiu e retornou com força total, ajudando-nos em um ritual improvisado “uma dança da chuva”. Os cachorrinhos dançaram ao ritmo que Sandoval e Greta tocavam. E não é que deu certo! Choveu um monte de bolhas! Quando saímos Luisss pergunta:
Garoto: Agora posso parar um pouquinho? Tô com sede!
Autorizamos sua saída. Ele sumiu no corredor, mas apareceu logo em seguida e fez questão de nos acompanhar até o elevador.

Realmente não há o que se dizer de um caso desses! Simplesmente, esse pequeno garoto nos deu um presente e a todos que nos acompanharam no trabalho. Foi a coisa mais linda de se ver! Ele tornou nosso dia MARAVILHOSO!!!

Descobertas Besteirológicas

Este mês descobrimos que se quisermos tocar, teremos que ensaiar muito, pois nossa primeira tentativa com instrumentos no hospital foi uma desafinação que só vendo, ou melhor, só ouvindo. (estamos estudando fórmulas para melhorar)

Celebridades do mês

Luisss Carlossss (paciente/parceiro)
Fred (pantufa pé esquerdo)
Homem-aranha (pantufa pé direito)
Karolin (bebezinha inspiradora da música “Oh! Carol, grande dançarina)

Frase do mês: Quem não tem pantufa, caça com gato!

Besteirologistas responsáveis: Dr. Sandoval Soluço Silva e Dra. Greta Garboreta