Notícias
 

Doutores da Alegria publica balanço com impacto de seu trabalho em 2017

Foto por Andre Stefano. www.andrestefano.comO ano de trabalho do Doutores da Alegria em 2017 pode ser revisitado no recém-lançado Balanço anual. A publicação traz os principais projetos, ações e resultados do ano.

Desde 2006, a associação publica seu balanço de atividades, uma forma de dar transparência e compartilhar com a sociedade civil o impacto de suas ações.

Neste ano, o editorial e o projeto gráfico fazem referências ao universo da música – uma alusão ao trabalho realizado nos hospitais e em sala de aula.

“A nossa história, nos últimos anos, vem se compondo como a trilha sonora de uma antiga banda que permite se reencontrar. A trilha do Doutores da Alegria, em 2017, esteve longe de ser uma valsinha. Compusemos, entre amigos, ancorados na sabedoria de 26 anos e, claro, nas inquietações que movem os palhaços.”, traz a introdução, que divide o Balanço em canções inéditas e nossos clássicos.

+ LEIA AQUI O BALANÇO 2017

Em linhas gerais, os números de 2017 apontam 137 mil visitas realizadas a crianças, acompanhantes e profissionais de saúde nos doze hospitais públicos atendidos em São Paulo e Recife; além de 69 apresentações para mais de 10 mil pessoas em hospitais públicos do Rio de Janeiro, por meio do projeto Plateias Hospitalares.

Já a Escola dos Doutores da Alegria formou e/ou impactou mais de 1.300 pessoas em seus diversos cursos e programas, além de manter 23 jovens no Programa de Formação de Palhaço para Jovens.

As criações artísticas também contemplaram milhares de espectadores. Nos hospitais das três capitais, as ações pontuais como os blocos de Carnaval, cortejo de São João e auto de Natal envolveram 11.700 pessoas. As intervenções culturais fora dos hospitais – nos palcos e nas ruas – mobilizaram outras 10.500 pessoas.

A publicação também traz a origem dos recursos recebidos pela organização naquele ano e sua aplicação. Gratuito para os hospitais, o trabalho do Doutores é mantido por recursos financeiros obtidos por meio de patrocínio, doações de empresas e pessoas e por meio de atividades que geram recursos, como palestras e parcerias com empresas. Em 2017, a associação arrecadou R$ 7,6 milhões, sendo 62,1% deste montante por meio de doações de empresas por lei de incentivo.

<Voltar