BLOG
 

Emergência noturna

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Fizemos uma intervenção noturna no Instituto da Criança neste mês. O hospital tem outro clima.

Parece, em geral, mais tranquilo, com as pessoas preparando o espírito para se recolher. Pegamos o horário de visita e conhecemos outros familiares e amigos dos pacientes. E assim, ampliamos nosso ciclo de amizades, afinal, amigo de amigo, amigo é! 

13322086_10207796515084974_8436338742410595627_n

Estávamos na área de inalação fazendo uma cirurgia complicadíssima de extração de miolo mole. Eis que percebemos que, mesmo depois de nossa intervenção, o problema do miolo mole persistia e era grave! Saímos correndo em direção ao corredor, chamando um médico. E o Dr. Chicô delicadamente gritou pelos corredores:

- Eeeeeeeemergênciaaaaaaaa!!!! 

Todos os médicos saíram correndo desesperados, com o coração na boca, para ver o que tinha acontecido. Quando deram de cara conosco não sabiam se riam ou se batiam em nós. Não era comum lidarem com problemas besteirológicos à noite. Um médico ficou realmente assustado e Chicô pediu desculpas.

Ficamos sem graça com o acontecido… Isso é que dá ser bom ator, não é, Chicô? 

IMG_6586

E uma mãe, que morria de medo de palhaço, nos surpreendeu. Passamos meses trabalhando com seu filho, que adorava música, sempre tentando nos aproximar dela com muito tato. O garoto teve alta e eles voltaram para casa.

Ao sair, ela deixou por escrito suas impressões, críticas, elogios e reclamações sobre a estadia no hospital e… Também guardou um espacinho pra falar dos besteirologistas:

“Aos palhaços, gratidão, pois por mais que eu tenha medo da imagem dos palhaços, eles, com todo cuidado e atenção, conseguiram trazer alegria para meu filho, sem me assustar.” 

Nós é que agradecemos! Quero agradecer também a todos os profissionais de saúde e funcionários do hospital, parceiros nessa nossa aventura. E ao Dr. Chicô, meu querido parceiro! É nozes! 

Dra Lola Brígida (Luciana Viacava)
Instituto da Criança – São Paulo

Você também pode gostar:

Salve o futuro Rei!

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Ano passado, eu e Dra. Manela conhecemos M. no berçário do Hospital Universitário (SP). Acompanhamos o seu desenvolvimento besteirológico pesquisando quantas bobagens ele fala por dia – lembrando que ele fala bebenês. Neste ano, já trabalhando com Dra. Lola Brígida, chegamos à conclusão de que o pequeno M. alcançou um nível considerado de bobagens. Com seus sorrisos marotos, seus olhares cativantes e seu fluente bebenês, consideramos que ele merece o título de Príncipe do Hospital Universitário.

Quando não está dormindo em seus aposentos, o Príncipe está sendo alimentado (com toda paciência e carinho!). No resto do tempo, M. trabalha. Sim! M. tem um trabalho muito sério: por muitas horas, ele tem que receber os mimos de todos. Das enfermeiras, dos médicos, dos residentes e até dos visitantes que passam pelo berçário.

Um dia desses, estávamos eu e a Dra. Lola dentro de um quarto fazendo um exame besteirológico de rotina e tomando nota com os papais sobre quais ingredientes foram utilizados na receita para feitura de seus bebês. De repente ouvimos:

Dr. De Dérson! Dra. Lola! Venham ver!

Fomos até lá em velocidade de emergência:

O que foi? O que foi?

E nos deparamos com uma multidão de enfermeiras, médicos, visitantes, imprensa, câmeras, etc, etc, etc… Todos em volta do nosso Príncipe. Uma enfermeira anunciou para todos ouvirem:

O M. conseguiu morder a bolacha!

Todos comemoravam e vibravam por tal feito. Eu e minha colégua não tivemos dúvidas: declaramos a todos que M. é o mais novo Príncipe Xodó Mimo do Berçário do Hospital Universitário!

Todos vibraram! E agora,  M. já começa sua campanha para ser Rei do Hospital Universitário. VIVA!

Dr. De Dérson (Anderson Spada)
Hospital Universitário
Março de 2012

Dr. De Dérson (Anderson Spada)

Você também pode gostar: