BLOG
 

O espetáculo que criou um hospital dos nossos sonhos

Tempo de leitura: 2 minuto(s)

Chegamos ao final da temporada de estreia do Numvaiduê, o espetáculo de comemoração dos 25 anos de Doutores da Alegria. 

NUMVAIDUÊ 3 - DNG

Ficamos em cartaz em setembro e outubro no Teatro Eva Herz, em São Paulo, com 11 palhaços em cena. Foram dois meses de apresentação com, felizmente, casa lotada.

Além disso, passamos por dois meses de intensa criação e ensaios. E, antes disso, muito tempo para conseguirmos apoios e projetos para que o espetáculo saísse do papel para as nossas cabeças. 

Confesso a vocês que algumas vezes tive receio da estreia.

O processo de criação requer tempo e muitas coisas criadas são descartadas no produto final, um trabalho de abandono do ego de cada um dos palhaços, um eterno pensar no bem de um todo, e não só no individual. Aliás, fiquei muito feliz com o produto que resultou desse trabalho. Reflete e muito, na minha opinião, o que fazemos no hospital.

NUMVAIDUÊ 1 - DNG

Em nosso trabalho pontual, deixamos a graça de lado, algumas vezes, para vivermos momentos graciosos, onde o que interessa não é o riso por si só, mas um riso que possui qualidade na relação com o outro. No teatro, apresentamos para 200 pessoas e, no hospital, muitas vezes apenas para paciente e mãe.

A arte ajudando a entender a vida, em Bora.ai/Estadão
- Doutores voltam ao palco com elenco impecável, em Revista Crescer
- Numvaiduê, em Revista Veja
- Doutores da Alegria é indicação de críticos infantis, em Folha 

Como transportar esse encontro do leito para o palco? 

NUMVAIDUÊ 3 - DNG

Essa era a minha apreensão e acredito que de todos que participaram do processo. Como representar 25 anos de trabalho de todos os palhaços que já passaram pela instituição Doutores da Alegria? Como transportar para o palco as nuances das mudanças de 25 anos de trabalho? A delicadeza, o poético e o gracioso juntos, sem cair no piegas…? 

Acredito que conseguimos. No palco, saímos um pouco da graça do picadeiro, sem desvalorizá-la, e habitamos a graça hospitalar. Sensível, sem pressa, cuidadosa, com olhar apurado e música. 

NUMVAIDUÊ 3 - DNG

O hospital está lá: em cada seringa, garrote, máscara, luva, enfermaria, berçário, sala de espera…

Por sinal, como retratar uma sala de espera de hospital de uma forma leve, poética e teatral? Eu e Dr. Zequim nos trocamos todas as segundas e quartas em uma salinha colada à “triagem”, onde costumamos falar que se tivéssemos um botão de invisibilidade para passar por lá seria sensacional!

Sabemos que as pessoas que lá estão talvez não queiram nem ver uma dupla de seres estranhos. Dor e apreensão imperam no ar. E respeitamos isso, sem nunca desrespeitar quem tem interesse naquela dupla que por lá passa. Isso requer uma escuta e um olhar apurado e treinado para isso e, principalmente, calma.

Mas não só calma. Todos os dias visitamos as alas que passaremos antes de nos caracterizarmos. Isso nos permite saber se a “triagem” está cheia, vazia, confusa, violenta… E acredito que em Numvaiduê, a presença da “sala de espera” e/ou “triagem” é fundamental. E lá está ela, em duas cenas! 

NUMVAIDUÊ 3 - DNG

E não tem como deixar de agradecer a todos do Hospital M’boi Mirim que foram nos ver no teatro: médicos, enfermeiros, pessoas da Administração e muitos outros setores. Aos que não puderam ir, não se sintam tristes, pois foram muito bem representados.

E bem, há de haver uma nova temporada ano que vem!

Duico Vasconcelos, conhecido como Dr. Pysthollinnha,
escreve do Hospital do M"boi Mirim, em São Paulo.

Doutores recomenda: dois espetáculos com artistas do elenco de Recife em SP

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

Os pequenos pacientes de hospitais do Recife já devem estar com saudade de Dr. Ado e Dr. Lui. É que os besteirologistas fizeram as malas pra passar um tempinho em São Paulo…

IMG_0800

Mas calma, criançada, logo eles estão de volta! Durante o mês de agosto, Arilson Lopes e Luciano Pontes deixam o nariz vermelho de lado para encarnar outros personagens nos espetáculos As Travessuras de Mané Gostoso e Seu Rei Mandou, da Cia Meias Palavras. A companhia pernambucana usa recursos da literatura, da oralidade e da música de forma bem humorada e em diálogo com a plateia.

As Travessuras de Mané Gostoso é inspirado no teatro popular de bonecos do Brasil, o mamulengo, e na literatura de cordel. A história traz Mané Gostoso, um ‘inventador’ de causos que é apaixonado pela mocinha Anarinae, e Bibiu, um forasteiro que acaba causando uma grande disputa que envolve a fofoqueira Comadre Zuzinha e o cabo Zé Firmino. Os bonecos da peça foram concebidos por Rai Bento, artista pernambucano integrante do grupo Giramundo, e esculpidos em madeira de mulungu pelo mestre Tonho de Pombos. O mais divertido é que a plateia, no início da peça, é quem decide (de verdade!) qual dos atores vai encenar o personagem-título da história. 

Mane-Gostoso-Rogerio-Alves-031

Seu Rei Mandou traz para o palco histórias que tratam do universo fabuloso dos reis através de releituras cômicas e poéticas, ora críticas, mas sempre lúdicas. A peça promove um diálogo entre a contação de histórias, a música e o teatro de formas animadas em três contos: A Lavadeira RealO Rato que roeu a Roupa do Rei de Roma e O Rei chinês Reinaldo Reis. O público é convidado a ser o coautor do espetáculo, ao participar de cenas ou cantar com o elenco, sempre acompanhado pela flauta e tambor do músico Gustavo Vilar.

seu rei mandou - Lana Pinho_-125

SERVIÇO

As Travessuras de Mané Gostoso
Sesc Consolação (Teatro Anchieta) – Rua Dr. Vila Nova, 245, São Paulo
12, 19 e 26 de agosto, sábados, às 11h
Ingressos: R$ 17; R$ 8,50 (meia); R$ 5 (credencial Sesc) e grátis para crianças até 12 anos
50 minutos
Especialmente recomendado para crianças a partir de 6 anos
280 lugares

Seu Rei Mandou
Sesc Pinheiros (auditório do 3º andar) – Rua Paes Leme, 195, São Paulo
13, 20 e 27 de agosto, domingos, às 15 e às 17h
Ingressos: R$ 17; R$ 8,50 (meia); R$ 5 (credencial Sesc) e grátis para crianças até 12 anos
45 minutos
Especialmente recomendado para crianças a partir de 5 anos
98 lugares

Premiações consagram artistas do teatro infantil e jovem

Tempo de leitura: 1 minuto(s)

O final do ano trouxe prêmios importantes para o teatro paulista e consagrou o trabalho de artistas que fazem uso da máscara do palhaço em cena.

Três artistas que integram o elenco do Doutores da Alegria foram premiados:

Ronaldo Aguiar (Dr. Charlito): prêmio Femsa de melhor ator em “Simbad, o navegante”

simbad o navegante

 

David Tayiu (Dr. Daduvida) e Sandro Fontes (Dr. Sandoval): prêmio APCA de melhor espetáculo de palhaçaria por “Antes do dia clarear”

antes do dia clarear

Além disso, a peça “Refugo urbano”, recomendada aqui no Blog, venceu na categoria “sustentabilidade” pelo uso criativo de sucatas e material reciclado.

refugo urbano

O prêmio da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) e o Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem, com patrocínio exclusivo da Coca-Cola Femsa (Prêmio Femsa), têm diferentes categorias de premiação e grande importância para o teatro paulistano.

“Esse prêmio veio para legitimar meu trabalho e afirmar que realmente faço parte de São Paulo. A premiação [Femsa] é muito importante para todos que trabalham com teatro infanto-juvenil, não é apenas uma formalidade. Estou muito feliz”, conta o pernambucano Ronaldo Aguiar.

Parabéns a todos!

Doutores recomenda: peças infantis em cartaz

Vamos para o teatro? Os artistas do elenco dos Doutores da Alegria convidam todas as crianças, crianços, papais e papagaios para assistirem aos espetáculos infantis de suas companhias. Escolha a sua e venha:

Em São Paulo:

bruxas da escocia

Bruxas da Escócia
A Cia. Vagalum Tum Tum mais uma vez resgata Shakespeare em uma divertida peça dedicada ao público infantil. Bruxas da Escócia reconta a história de Macbeth, um valente general do exército escocês, defensor leal do rei. Ao voltar de uma batalha, o general encontra três bruxas que lançam uma profecia: ele se tornará rei! Daí em diante, seu desejo pelo poder é aguçado e a peça se desenrola, entre caretas, bofetadas, escorregões e até truques de mágica.

Quando e onde assistir
SESC Pompeia (Rua Clelia, 93 – São Paulo)
De 19/07 a 03/08 e de 30/08 a 28/09
Sábados e domingos, às 12h
Informações: (11) 3871-7700 | www.sescsp.org.br
ingressos: de R$ 1,60 a R$ 8,00 | classificação livre

————————————————————

Bessarabia
Bessarábia – Uma Feira de Histórias
O grupo As Graças traz três velhas senhoras que criam uma feira de histórias através de pequenos e antigos bonecos vindos da Bessarábia, um país que não existe mais. Assim como em um conto de fadas, os bonecos e as senhoras atravessaram o tempo e os mares para criar um lugar mágico, onde memórias esquecidas, objetos jogados no lixo, reis e princesas revelam uma Bessarábia imaginária, que todos temos dentro de nós.

Quando e onde assistir
SESC Ipiranga (Rua Bom Pastor, 822 – São Paulo)
De 03/08 até 28/09
Domingos às 12h
Informações: (11) 3340-2004 | www.sescsp.org.br
Ingressos gratuitos

————————————————————

a Saga de Dom Caixote

A Saga de Dom Caixote 
A Fabulosa Trupe de Variedades inspirou-se no clássico “Dom Quixote de La Mancha”, de Miguel Cervantes, para contar a história de um sujeito ingênuo e atrapalhado que, de tanto ler histórias de cavalaria, resolve transformar-se em um cavaleiro andante e sair em busca de aventuras, sempre acompanhado de seu fiel escudeiro Sancho Manco. Com muita música, bonecos e teatro de sombra..

Quando e onde assistir
Teatro Alfa (Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – São Paulo)
De 02/08 até 28/09
Sábados e domingos às 16h
Informações: (11) 5693-4000 e 0300 789-3377 | www.teatroalfa.com.br
ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia) | classificação livre

————————————————————

o_circo_de_lampezao_e_maria_botina

O Circo de Lampezão e Maria Bonita 
O grupo Caranava Tapioca conta a história de Pontolino Lampezão, um vaqueiro frouxo que viveu no tempo do cangaço e Maria Botina, uma moça solitária e cansada de sofrer com a seca, que sonha em ser levada por um cangaceiro para as aventuras no sertão. O espetáculo traz música ao vivo com saxofone, acordeom e sinos feitos com chocalhos de cabra.

Quando e onde assistir
02/08 às 14h e às 16h no SESC Santo André
03/08 às 14h no SESC Ipiranga
10/08 às 14h no SESC Ipiranga
15/08 às 20h30 no SESC Taubaté
17/08 às 14h no SESC Ipiranga
Informações:
http://www.caravanatapioca.com | classificação livre

————————————————————

circo dos sonhos

Circo dos Sonhos
Com artistas de grande técnica e experiência o espetáculo traz seres fantásticos da natureza, mesclando dança, música e artes circenses, o espetáculo é dividido em dois atos e os palhaços são um dos pontos altos do show. Há grande interação com o público através de clássicos do circo e de novas esquetes especialmente montadas para este espetáculo. A parte final guarda uma grande surpresa com a magia apresentado números de desaparecimento e levitação incríveis.

Quando e onde assistir
Estacionamento do Mooca Plaza Shopping (Rua Capitão Pacheco Chaves, 313 – São Paulo)
Sábados, domingos e feriados às 15h, às 17h e às 19h30
Informações: (11) 2076-0087 ou (11) 2076-0001 | www. circodossonhos.com
Ingressos: de R$ 30 a R$ 250 | classificação livre 

————————————————————

Precisa-se de um Mane

Precisa-se de um Mané
A La Cascata Cia. Cômica apresenta uma comédia inspirada nas gags da palhaçaria tradicional. Mané faz tudo para agradar um cliente e o patrão do restaurante onde trabalha. A obra tem como princípio a gentileza nas relações humanas, pautada no jogo entre ator e espectador.

Quando e onde assistir
SESC Bom Retiro (Alameda Nothmann, 185 – São Paulo)
09/08 e 30/08, sábados, às 16h30
Informações: (11) 3340-2004 | www.sescsp.org.br
Ingressos gratuitos | classificação livre

———————————————————— 

No Recife:

As Travesssuras de Mane Gostoso

As Travessuras de Mané Gostoso
A Cia. Meias Palavras apresenta Mané Gostoso, um “mutreteiro”, inventor de causos que vive tranquilo até a chegada de um forasteiro que lhe desafia. Na disputa, este acaba morrendo e Mané é levado à prisão. Depois de solto, recebe um tiro de um desconhecido e morre. A partir daí, surgem o Anjo e o Diabo, que disputam a sua alma. Será que com sua esperteza, Mané vai conseguir enganar o diabo? 

Quando e onde assistir
SESC Santo Amaro – Teatro Marco Camarotti (Rua Treze de Maio, 455 – Recife)
De 09/08 a 31/08
Sábados e domingos às 16h30
Informações: (81) 3216-1713 e (81) 3216-1714
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) | recomendado para crianças a partir de 6 anos